Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JULIANA NADIELLE BARBOSA CUNHA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA NADIELLE BARBOSA CUNHA
DATA: 24/11/2021
HORA: 18:00
LOCAL: Plataforma Google Meeting
TÍTULO: DESENVOLVIMENTE DE FILMES BIOPOLÍMERICOS DE GOMA Amburana cearensis COMO POSSÍVEL MATRIZ PARA O CARREAMENTO DE COMPOSTOS BIOATIVOS
PALAVRAS-CHAVES: formas farmacêuticas; desintegração oral; incorporação de bioativos
PÁGINAS: 109
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Biomedicina
RESUMO:

O desenvolvimento de filmes a base de polímeros naturais, representa um importante aspecto na ciência e na biotecnologia atual por apresentar diversas vantagens como biodisponibilidade, baixa toxicidade, a possibilidade de vir a ser um material biocompatível, além de sua biodegradabilidade e baixo custo. Uma aplicação possível para estes filmes é na administração de drogas e correlatos, por serem potenciais vetores para a liberação controlada de substâncias. A utilização do polímero extraído da Goma Amburana cearensis (GAmb) para fins terapêuticos, é pioneiro até o presente momento, no entanto, na literatura são encontrados estudos com diferentes partes da árvore mostrando diversas atividades biológicas. Neste contexto, o presente trabalho buscou sintetizar filmes biopoliméricos a base de GAmb incorporados com cúrcuma (0,15g e 0,30g) visando a liberação de compostos ativos na mucosa oral com finalidade terapêutica. Em um primeiro momento, a goma extraída do exsudato encontrado no tronco da Amburana cearensis, foi isolada e, posteriormente caracterizada pelas técnicas de FTIR e UV-vis. Em uma segunda etapa, a GAmb foi empregada no processamento de filmes produzidos por meio da técnica casting, acrescido de glicerol 20% e de cúrcuma. Os filmes foram caracterizados quanto ao aspecto visual, espessura, solubilidade, teor de umidade, grau de intumescimento, pH de superfície, tempo de desintegração, FTIR, propriedades ópticas e mecânicas. O espectro de FTIR e UV-vis da goma isolada indicou a presença de compostos fenólicos e aminoácidos. No que tange aos filmes, seu aspecto visual foi de um material homogêneo e sem fissuras, já os valores de espessura variaram de 61µm a 81, µm. Foi observado que a adição de maiores concentrações de cúrcuma ao filme reduziu o teor de umidade, solubilidade e grau de intumescimento do mesmo. O pH de superfície variou de 7,2 a 7,4. O tempo de desintegração dos Filmes de GAmb/Gli/Cur (0, 15) e GAmb/Gli/Cur (0,30) em solução tampão foi de 5 e 10m, respectivamente. Os espectros do FTIR demonstraram que não houve mudanças significativas nos grupos funcionais dos carboidratos devido à incorporação de cúrcuma, sugerindo a compatibilidade entre os compostos. A propriedade óptica revela que a adição de cúrcuma reduz a transparência dos filmes devido a coloração amarelo dos curcuminoides. Além disso, as propriedades mecânicas também demonstram que a adição de cúrcuma torna os filmes mais rígidos, bem como aumenta a tensão a ruptura e diminui a capacidade de elogação do filme. Contudo, os resultados obtidos revelam um potencial uso da goma Amburana cearensis na formação de filmes que podem vir a ser empregados no carreamento de compostos bioativos para fins terapêuticos, entretanto, algumas propriedades precisam ser otimizadas para potencializar suas características para aplicação em desintegração na mucosa oral.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1718303 - DURCILENE ALVES DA SILVA
Externo ao Programa - 3216279 - FRANCISCO VALMOR MACEDO CUNHA
Interno - 1512631 - LIVIO CESAR CUNHA NUNES
Notícia cadastrada em: 11/11/2021 09:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 04:53