Notícias

Banca de DEFESA: FABIANA CRISTINA BELCHIOR DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FABIANA CRISTINA BELCHIOR DE SOUSA
DATA: 18/02/2016
HORA: 08:30
LOCAL: Teresina
TÍTULO:

SELEÇÃO DE CANDIDATOS A GENES DE REFERÊNCIA PARA NORMALIZAÇÃO DA EXPRESSÃO GÊNICA EM TECIDOS DE CODORNAS

 


PALAVRAS-CHAVES:

estabilidade de expressão, gene endógeno, codorna européia


PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

A coturnicultura de corte está em crescente desenvolvimento e necessita de maiores estudos no campo genético para o direcionamento produtivo. Sendo a técnica da PCR em tempo real (RT-qPCR) uma das mais importantes na análise da expressão gênica, estudos e, experimentações relacionadas a seus componentes se fazem necessários. Dentre esses componentes encontra-se o gene de referência, normalizador de dados que possui grande impacto nos resultados e tem influência direta no sucesso da análise, devendo este possuir expressão significativa no tecido de forma invariável em todas as condições experimentais. Desse modo, objetivou-se determinar o perfil de transcritos expressos de genes de referência em tecidos sólidos de codorna de corte. Foram analisadas a estabilidade de dez genes constitutivos (ACTA1, ACTB, B2M GAPDH, HMBS, HPRT1, SDHA, MRPS27, MRPS30 e RPL5) no músculo do peito, gordura abdominal, fígado e intestino entre os grupos macho e fêmea, a partir dos programas BestKeeper, NormFinder, geNorm e método ΔCt, gerados pela ferramenta online RefFinder. Observou-se que o HPRT1 foi o mais estável em todos os tecidos analisados, seguindo por MRPS30 no peito, B2M na gordura abdominal, HMBS no fígado e RPL5 no intestino. Houve efeito do sexo na estabilidade dos genes testados, sendo que os genes mais estáveis para os animais machos foram: HPRT1 > MRPS30 > SDHA e, para fêmeas os genes RPL5 > HPRT1 > MRPS30.  Estes resultados podem ajudar em ensaios de RT-qPCR que avaliem estes tecidos de codornas machos ou fêmeas, uma vez que fornece dados sobre quais genes são mais estáveis e podem ser testados como candidatos a genes de referência nas demais condições experimentais.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1907649 - KATIENE REGIA SILVA SOUSA
Interno - 1550485 - JOSE LINDENBERG ROCHA SARMENTO
Externo ao Programa - 050.472.386-36 - GERALDO FÁBIO VIANA BAYÃO - UFV
Notícia cadastrada em: 05/02/2016 10:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 07/10/2022 06:36