Notícias

Banca de DEFESA: LUANA ARAUJO SARAIVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUANA ARAUJO SARAIVA
DATA: 23/03/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório
TÍTULO:

Respostas  Fisiológicas e  Comportamentais de Cabras Leiteiras Submetidas à Dieta com Resíduo Lipídico Oriundo da Produção de Biodiesel


PALAVRAS-CHAVES:

Alimentação, eficiência de alimentação, eficiência de ruminação,  mastigações merícicas


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

 Objetivou-se avaliar o comportamento ingestivo e as respostas fisiológicas de cabras leiteiras alimentadas com resíduo lipídico (RL; 30,6% glicerol), oriundo da produção de biodiesel a partir dos óleos de frituras.  Foram utilizadas 8 cabras, cerca de 2 ±0,3 anos de idade e 42,06 ± 3,5 kg de peso corporal (PC), recebendo quatro dietas contendo 0, 7, 14 e 21% de RL (%MS). O experimento teve duração de 80 dias, dividido em 4 períodos de 20 dias, sendo 15 dias para adaptação e 5 dias para coleta de dados. O delineamento utilizado foi o DQL. As observações referentes ao comportamento ingestivo foram realizadas em um período de 24 horas, avaliando-se as atividades OEP, OD, EPC, EPB, EPR e DR. Analisaram-se os TO, TRU e TAL, observando-se também, o número de vezes em que o animal defecou, urinou e procurou água. Para a avaliação da mastigação merícica foram avaliados 3 tempos ruminais em três períodos diferentes do dia (10–12, 14–16 e 18–20h), determinando-se o número de mastigações merícicas e o tempo despendido na ruminação de cada bolo ruminal. As eficiências de MS e FDN foram calculadas de acordo com Burguer et al. (2000), e para o número BOL/dia e o de MMnd segundo Polli et al. (1996). Para análise FR e FC foi utilizado um estetoscópio para obter as frequências. A TR foi medida com um termômetro clínico digital, para a medição da TS seguiu-se a técnica determinada por Berman (1957) e modificado por Schleger e Turner (1965). Foram registradas as variáveis ambientais TA, UR, Tgn, Tbs e Tbu com auxílio de termo-higrômetros. Os dados foram testados para efeitos linear e quadrático, sendo estes significativos quando o P≤0,05. A inclusão do RL promoveu efeito linear para o CMS (P=0,002) e CFDN (P=0,0003) e efeito quadrático para o CEE (P=0,004) e ERFDN(P=0,031). A inclusão do RL apresentou efeito linear para MM/min (P=0,005). Para os parâmetros fisiológico não observou-se efeito linear e quadrático para as variáveis. Conclui-se que o RL em dieta das cabras lactantes pode ser usado até o nível com 7%, sem provocar maiores alterações nas variáveis comportamentais, já para os parâmetros fisiológicos o RL revela uma situação de desconforto térmico


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 619.829.204-59 - CARLO ALDROVANDI TORREAO MARQUES - UFS
Externo ao Programa - 1773208 - FERNANDA PATRICIA GOTTARDI
Interno - 1370473 - JACIRA NEVES DA COSTA TORREAO
Interno - 1656396 - LEILSON ROCHA BEZERRA
Externo ao Programa - 1141778 - VIVIANY LUCIA FERNANDES DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 11/03/2016 16:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 07/10/2022 15:10