Notícias

Banca de DEFESA: CICERO RODRIGUES FEITOSA NUNES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CICERO RODRIGUES FEITOSA NUNES
DATA: 31/08/2016
HORA: 10:00
LOCAL: CCA / UFPI
TÍTULO:

Método a campo para estimar concentração de imunoglobulinas (IGg) no colostro e soro sanguíneo de cordeiros e ovelhas da Raça Santa Inês


PALAVRAS-CHAVES:

cordeiros, imunoglobulinas, colostro, refratometria


PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

Altos índices de mortalidade de cordeiros da raça Santa Inês detectados no Estado do Piauí estão intrinsecamente relacionados ao sistema de manejo adotado, sendo que suas taxas mais elevadas devem-se ao fato das parições concentrarem-se em sua grande maioria nas épocas de maior escassez de alimentos, no período seco.  O que torna-se de suma importância para verificação da ocorrência ou não de falha de transferência de imunidade passiva (FTIP) da mãe para o recém-nascido através do colostro. Portanto, o conhecimento e a certificação desses valores propiciariam aos profissionais que atuam na ovinocultura, subsídios eficazes para elaboração de estratégias que visem minimizar os efeitos inerentes à ocorrência da FTIP em cordeiros recém-nascidos, bem como maximizar substancialmente os índices produtivos do setor no Nordeste do Brasil. Objetivou-se avaliar o conteúdo de IgG no colostro de ovelhas Santa Inês no momento e pós-parto (0-6 12, 24 e 48 horas) por refratometria de Brix submetidas. E especificamente investigar a variação fisiológica da imunoglobulina G no soro sanguíneo dos cordeiros nascidos com 12 e 24 horas; O estudo foi realizado no setor de pesquisa de pequenos ruminantes do Colégio Técnico de Bom Jesus (CTBJ) da Universidade Federal do Piauí (UFPI), localizada no município de Bom Jesus, Piauí, no período de abril a julho de 2016. Selecionou-se 20 ovelhas acasaladas por monta natural controladas e diagnosticadas prenhes. No momento do parto houve a assistência ao parto e realizou-se coletas de sangue venoso e colostro colhidos em quatro momentos: 0-6, 12, 24 e 48 pós parto e dos cordeiros 12 e 24 após nascimento. Foi avaliada a concentração de IGg no soro por turbidimetria nos diferentes momentos; e no colostro por refratometria; Do total das fêmeas, 18 pariram espontaneamente sem auxílio, e duas com auxílio do Médico Veterinário. Nasceram 22 cordeiros de partos simples, 14 de gemelares e dois natimortos. A concentração sérica de IGg nos cordeiros, foco principal deste estudo, estavam presentes em baixa concentração assim como nas ovelhas. Nas amostras de colostro, a concentração variou sofrendo decréscimo com o passar das horas. A refratometria provou ser método adequado, custo baixo, fácil realização para se avaliar a transferência de imunidade passiva em cordeiros.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ISOLDA MARCIA ROCHA DO NASCIMENTO - UFPI
Externo ao Programa - 1000000001 - MONICA ARRIVABENE
Presidente - 1275816 - TANIA VASCONCELOS CAVALCANTE
Notícia cadastrada em: 23/08/2016 14:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 07/10/2022 12:27