Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: IANETE LIMA BATISTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IANETE LIMA BATISTA
DATA: 10/08/2017
HORA: 14:00
LOCAL: PPGZ/ Campus de Bom Jesus - UFPI
TÍTULO: Comportamento ingestivo, parâmetros fisiológicos, ruminais, hematológicos e bioquímicos em cabras lactantes alimentadas com dietas contendo fava de bolota (Parkia platycephala Benth)
PALAVRAS-CHAVES: bioclimatologia, etologia, hemoglobina, protozoários
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

objetivou-se avaliar os efeitos da substituição do milho pela fava de bolota (Parkia platycephala Benth) sobre o comportamento ingestivo, variáveis fisiológicas, hematológicas e bioquímicas, bem como os aspectos físico-químicos e microbiológicos do fluido ruminal de cabras mestiças em lactação. Foram utilizadas oito cabras, em média de com 36 kg de peso corporal, recebendo quatro dietas contendo 0, 33, 67 e 100% de substituição do milho pela fava de bolota (%MS), estando aos 51±4 dias de lactação e clinicamente saudáveis. O experimento teve duração de 80 dias, dividido em quatro períodos de 20 dias, sendo 15 dias para adaptação e cinco dias para coleta de dados. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em quadrado latino duplo 4×4 duplo, simultâneos. A avaliação do comportamento ingestivo ocorreu no 19º e 20º dia do periodo coleta, sendo registrado o tempo despendido em alimentação, ruminação e ócio. Para aferir as frequências respiratória e cardíaca, utilizou-se um estetoscópio, para a temperatura retal a avaliação foi feita com um termômetro clínico digital. As variáveis ambientais foram mensuradas com auxílio de termohigrômetro. A avaliação dos parâmetros hematológicos e bioquímicos ocorreu no 16º, 18º e 20º dias, sempre pela manhã e em jejum. Os dados foram testados para efeitos linear e quadrático e aplicado teste de média Tukey, sendo estes significativos quando o P≤0,05. A substituição do milho pela fava de bolota não promoveu efeito para o número de períodos de refeição (P=0,50), ócio (P=0,0,85), mas a ruminação apresentou efeito linear (P=0,01). Os tempos de alimentação (P=0,50) e ócio (P=0,95) não foram afetados pelos tratamentos, já o tempo de ruminação apresentou efeito quadrático (P=0,01). Tiveram efeito significativo os episódios de ingestão (P=0,01) e episódios em ócio (P=0,03). Com a inclusão da fava de bolota apresentou também efeito linear para mastigações merícicas: número de mastigações por dia (P=0,05) e número de mastigações por minuto (P=0,05). As variáveis fisiológicas foram verificadas pelo teste de médias em relação ao turno, onde obtiveram efeito significativo. A inclusão da fava de bolota não promoveu nenhuma significância para o consumo de matéria seca (P=0,96), consumo de fibra em detergente neutro (P=0,97). Para a concentração de hemoglobina corpuscular média (P=0,005), houve efeito quadrático crescente (P<0,05). No metabolismo mineral o cálcio obteve um efeito linear crescente (P<0,05), porém os demais não foram significativos. Já o metabolismo proteico, manifestou-se não significativos para ambos os efeitos. Para a motilidade dos protozoários (P=0,14), e predominância de bactérias (P=1,00), não foi verificado efeito (P<0,05), já para a densidade dos protozoários, foi constatado significância (P=0,02). Os aspectos bioquímicos e microbiológicos do fluido ruminal pH (P=0,86), tempo de sedimentação e flotação (P=0,14), protozoários pequenos (P=0,09), protozoários médios (P=0,06) e protozoários grandes (P=0,36), não sofreram efeitos (P>0,05), porém a redução do azul de metileno aumentou linearmente (P=0,003). Conclui-se que a inclusão da fava de bolota na dieta de cabras lactantes, alterou o comportamento ingestivo, parâmetros fisiológicos, hematológicos, bioquímico, físico-químicos e microbiológicos do fluido ruminal dos animais. A inclusão da fava de bolota na dieta pouco modifica as variáveis acima mencionadas, sendo recomendada sua utilização até o nível de 67% na dieta de cabras em lactação.

 

Palavras-chave: bioclimatologia, etologia, hemoglobina, protozoários


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1712960 - MARCOS JACOME DE ARAUJO
Externo ao Programa - 1810342 - DARKLE LUIZA DE SOUZA JACOME
Externo ao Programa - 2159919 - PRISCILA TEIXEIRA DE SOUZA CARNEIRO
Notícia cadastrada em: 02/08/2017 08:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 07/10/2022 07:01