Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RAQUEL VIEIRA RODRIGUES DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAQUEL VIEIRA RODRIGUES DE SOUZA
DATA: 01/02/2018
HORA: 08:30
LOCAL: Campus Professora Cinobelina Elvas
TÍTULO: Levantamento e recuperação de pastagens degradadas usando diferentes manejos de gramíneas
PALAVRAS-CHAVES: Andropogon gayanus, Brachiaria brizantha, Panicum maximum, plantas infestantes
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Criação de Animais
RESUMO:

Objetivou-se fazer um levantamento da fitossociologia de plantas indesejáveis a pastagem, avaliar as características estruturais, produção de massa verde de forragem e composição bromatológica de gramíneas tropicais usadas na recuperação de pastagem degradadas. O delineamento utilizado foi em blocos ao acaso com parcelas subdivididas no tempo com dezesseis repetições. As parcelas constaram de quatro métodos de recuperação da pastagem: 1: Piquete Fechado (PF); 2: Piquete fechado + Controle de ervas daninhas (PF+CED); 3: Piquete fechado + Adubação do solo (PF+AD); 4: Piquete fechado + Controle de controle de ervas daninhas + Adubação do solo (PF+CED+AD) e as subparcelas de dois tempos de avaliação. A área utilizada para recuperação da pastagem foi um pasto implantado em dezembro de 2010 de Brachiaria brizantha cv. Marandu, Brachiaria brizantha cvMG-5, Brachiaria brizantha cv. MG-4, Andropogon gayanus cv. Planaltina, Panicum maximum cv. Mombaça com indícios de degradação constatada em janeiro de 2014. Foram demarcadas aleatoriamente quatro áreas de 200 m2 cada (blocos), na qual foi dividida em 4 piquetes (50 m²) um para cada método de recuperação da pastagem. Não foi necessário realizar a correção do solo de acordo com resultados obtidos na análise de solo (V=46,8%) e da exigência da espécie (V=40 a 45%), análise de solo foi realizada em janeiro de 2014. Foi realizada a identificação das plantas infestantes com os resultados obtidos foram calculados os índices de densidade (DEN pl / m2), frequência (FRE), abundância (ABU), densidade relativa (DER %), frequência relativa (FRR %), abundância relativa (ABR %), índice de valor de importância (IVI). Após o primeiro levantamento fitossociológico das plantas indesejáveis foi realizada a aplicação de métodos de recuperação de pastagens (18/03/2014) com o fechamento dos piquetes, controle das plantas indesejável (capina manual) e adubação (100 kg de nitrogênio ha-1 na forma de ureia, 60 kg de fósforo ha-1 na forma de superfosfato simples e 40 kg de potássio ha-1 na forma de cloreto de potássio). A primeira análise de características estruturais e produção foi realizado dia 18/03/2014, e as seguintes nos meses de maio e junho de 2014, os quais foram analisados número de touceiras (unidade), altura da planta (m), diâmetro de touceira (m), número de perfilho (unidade). As gramíneas foram cortadas na altura de corte utilizando a régua da Embrapa a cada 45 dias, com três repetições por amostra dentro da parcela, pesada e calculada em tonelada por hectare de massa verde de forragem (MVF). Foi determinado a composição bromatológica das gramíneas, matéria seca (MS), matéria mineral (MM), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro (FDN). Os dados de fitossociologia foram avaliados de forma descritiva, utilizando o programa Excel 2010®, os resultados de características estruturais, produção e composição bromatólogica foram avaliados pela análise de variância pelo teste de Scott-Knott com nível 0,05 de probabilidade utilizando o SISVAR® 5.6.  Conclui-se que os métodos de recuperação utilizados na pastagem de gramíneas tropicais são recomendados, pelo simples fato de manter a área fechada impendido o acesso animal por um período de 6 meses foi suficiente para recuperar o vigor da espécie forrageira, e que os tratamentos utilizados para recuperação de pastagem são todos indicados para estas cultivares, as características estruturais, produção e composição bromatológica não são alteradas pelos tratamentos testados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1656396 - LEILSON ROCHA BEZERRA
Interno - 2011596 - RICARDO LOIOLA EDVAN
Externo ao Programa - 2732816 - DANIEL BIAGIOTTI
Notícia cadastrada em: 17/01/2018 02:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 30/09/2022 06:38