Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: KARLIANE DE ARAÚJO LIMA UCHÔA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KARLIANE DE ARAÚJO LIMA UCHÔA
DATA: 23/09/2015
HORA: 14:30
LOCAL: Sala de Reuniões - CMRV-UFPI
TÍTULO:

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA LEISHMANIOSE VISCERAL EM PARNAÍBA – PI, 2010 A 2014: AVALIAÇÃO DE EFETIVIDADE


PALAVRAS-CHAVES:

Controle, Efetividade, Leishmania infantum, Prevenção


PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A leishmaniose é uma das doenças mais negligenciadas no mundo, atingindo grande parte da população de baixa renda, prioritariamente nos países em desenvolvimento. Dados epidemiológicos de 2012 revelaram uma taxa de incidência do Brasil, região Nordeste, Piauí e Parnaíba-PI, respectivamente de 1.42/100.000 habitantes (hab.), 2.44/100.000 hab., 5.59/100.000 hab., 7.44/100.000 hab. De acordo com tais valores é notório quanto o município de Parnaíba possui uma taxa de incidência bastante expressiva, maior que Brasil, Nordeste e Piauí. A elevada incidência de Leishmaniose Visceral (LV) em Parnaíba-PI significa alto risco coletivo da população parnaibana adoecer por LV, determinando uma necessidade emergencial de se avaliar a efetividade da vigilância epidemiológica frente a esse agravo no município. O presente estudo tem como objetivo avaliar a efetividade da vigilância epidemiológica da LV em Parnaíba, PI durante o período de 2010 a 2014, assim como analisar os indicadores epidemiológicos dos casos humanos; analisar os indicadores sociodemográficos e operacionais; identificar as áreas de transmissão segundo a ocorrência de casos humanos; avaliar os fatores ambientais, sociais e econômicos associados à ocorrência de LV; verificar os indicadores entomológicos e analisar a soroprevalência do inquérito canino. Para a avaliação da efetividade epidemiológica da LV serão construídos e analisados os indicadores epidemiológicos, entomológicos e operacionais padronizados pelo Programa Nacional de Controle da LV, além de outros indicadores sociodemográficos. A fonte de coleta de dados serão o Sistema de Informação de Agravos de Notificação, o Sistema de Informação sobre Mortalidade, o Instituto Brasileiro de geografia e estatística, a ficha de investigação epidemiológica da LV, a planilha do resultado do inquérito canino do Centro de Controle de Zoonoses e dois questionários semiestruturados. Os resultados encontrados poderão oferecer subsídios aos gestores, profissionais da saúde, profissionais da vigilância epidemiológica e do Centro de Controle de Zoonoses sobre a real dinâmica e o real comportamento das ações por eles exercida. Assim como possibilitará o conhecimento de outros fatores peculiares que possam ser considerados importantes para o enfrentamento da LV, uma vez que indicará as ações de prevenção e controle a serem adotadas ou fortalecidas para que se tornem mais efetivas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1900252 - BALDOMERO ANTONIO KATO DA SILVA
Externo ao Programa - 1734768 - CLAUDIO ANGELO VENTURA
Presidente - 1979277 - KARINA OLIVEIRA DRUMOND
Notícia cadastrada em: 09/09/2015 15:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 18:32