Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RAYANA FONTENELE ALVES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAYANA FONTENELE ALVES
DATA: 05/11/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: ANÁLISE DO EQUILÍBRIO ESTÁTICO EM MULHERES SAUDÁVEIS COM RESTRIÇÃO UNILATERAL DO TORNOZELO
PALAVRAS-CHAVES: Tornozelo; Equilíbrio Postural; Centro de Pressão; Amplitude de Movimento Articular; Propriocepção.
PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

INTRODUÇÃO: O uso de suportes de tornozelo têm sido sugeridos para proteger a articulação de uma possível lesão, diminuindo a amplitude de movimento. Contudo, alguns não limitam apenas os movimentos extremos para prevenção de lesão, mas também o movimento necessário para a função normal da articulação, que pode levar a alterações nas estratégias proprioceptivas e subsequente modificações no controle postural. Porém, a influência de um suporte semirrígido e um rígido no equilíbrio estático em indivíduos saudáveis, ainda apresentam divergências. Uma compreensão clara desses mecanismos é importante para entender como esses suportes atuam no sistema de controle postural. OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo avaliar o comportamento do equilíbrio estático em mulheres saudáveis com restrição unilateral do tornozelo. MÉTODOS: Vinte e três mulheres participarão do estudo de equilíbrio estático em 3 condições de restrição: Sem restrição articular do tornozelo direito (SRA), Restrição articular utilizando um estabilizador semirrígido de tornozelo Dilapé® (RAT) e restrição articular rígida utilizando fitas de esparadrapo (RAE). Todos os participantes realizarão (1) avaliação da Amplitude de movimento passiva (AMP) do tornozelo, (2) avaliação da Amplitude de movimento ativa (AMA) do tornozelo e (3) posturografia instrumentada por plataforma de força para coletar as coordenadas do centro de pressão corporal (CoP). O teste Friedman e pós teste de Dunn's Multiple Comparison foram usados para investigar os efeitos dos suportes de tornozelo (RAT e RAE) nos índices posturais calculados a partir dos sinais do CoP. RESULTADOS: Os resultados revelaram que os suportes de restrição articular causaram mudanças na amplitude de movimento do tornozelo e geraram efeitos no equilíbrio estático com alterações significativas no padrão de oscilação (F80ap), regularidade do sinal (SEntap) anteroposterior, na amplitude do descolamento médio-lateral (Rangeml), na velocidade média (VMml) médio-lateral, além de causarem modificações no posicionamento do CoP (CoPap_avg e CoPml_avg). CONCLUSÃO: Nossos resultados indicam que além de restringir mecanicamente a articulação do tornozelo, o uso de suportes restritivos causaram mudanças nas métricas de postura e equilíbrio estático, com modificações proprioceptivas para correção postural.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1643216 - ALESSANDRA TANURI MAGALHAES
Interno - 1642909 - FUAD AHMAD HAZIME
Presidente - 1774210 - VINICIUS SAURA CARDOSO
Notícia cadastrada em: 20/10/2021 11:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 17:23