Notícias

Banca de DEFESA: ALICE SILVA MENDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALICE SILVA MENDES
DATA: 14/12/2021
HORA: 08:30
LOCAL: Videoconferencia
TÍTULO: Atividade da banda teta no córtex pré-frontal e desempenho em tarefa de memória de trabalho associados aos polimorfismos genéticos DRD1 rs4532 e DRD2 rs1800497
PALAVRAS-CHAVES: dopamina, eletroencefalograma, memória de trabalho
PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:
 

A dopamina influencia o aprendizado e a plasticidade. Polimorfismos encontrados nos genes que produzem os receptores desse neurotransmissor podem interferir em funcionamento cortical, incluindo a memória de trabalho (MT). Diferentes comportamentos podem ser observados em pessoas com esses polimorfismos, que reproduzem altas diferenças interindividuais em resposta à atividades de MT. Dessa forma, o presente estudo visa examinar a hipótese de que a variação genética no sistema de dopamina está associada a diferenças significativas na plasticidade cerebral. Métodos: A plasticidade do córtex pré-frontal foi avaliada neste projeto de pesquisa através da observação da influência de DRD1 rs4532 e DRD2 rs1800497, com efeitos estabelecidos na neurotransmissão de dopamina, e o desempenho na tarefa de MT em voluntários saudáveis. Tal desempenho foi analisado por meio de padrões eletrofisiológicos da região cortical coletados por eletroencefalografia. Oscilações na banda eletroencefalográfica teta foi avaliada por refletir o desempenho cognitivo em tarefas de MT. As maiores frequências genotípicas para cada polimorfismo foram: 46% A2/A2 para o DRD2 rs1800497 e 59% TT para o DRD1 rs4532. Ambos os polimorfismos se encontram em equilíbrio de Hardy-Weinberg (p=0,9). As análises ANOVA de duas vias não apresentaram diferença estatisticamente significativa entre erro e os polimorfismos durante a tarefa de MT (p>0,05). Porém, a regressão logística binária com base nos agrupamentos de frequência de ambos polimorfismos (homozigoto selvagem vs homozigoto recessivo + heterozigoto) com as variáveis espaciais (eixos X e Y) não indicaram associação estatisticamente significativa na tarefa de MT (p>0,05). As análises neurofisiológicas feitas por ANOVA de três vias mostraram maior significância em indivíduos com alelo selvagem para ambos os polimorfismos estudados em diferentes regiões do córtex pré-frontal (p≤0,05). Conclui-se que, embora os polimorfismos estudados não influenciem diretamente no comportamento, é evidente que se relacionam com a capacidade cortical em tarefas de MT visuoespaciais.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1551972 - FRANCE KEIKO NASCIMENTO YOSHIOKA
Presidente - 1551921 - GIOVANNY REBOUCAS PINTO
Interno - 2092495 - SILMAR SILVA TEIXEIRA
Notícia cadastrada em: 17/11/2021 16:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 16:56