Últimas Notícias
Banca de QUALIFICAÇÃO: RITA DE CÁSSIA VIANA DE CARVALHO
Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RITA DE CÁSSIA VIANA DE CARVALHO
DATA: 31/07/2024
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO NÚCLEO DE PESQUISAS EM PLANTAS MEDICINAIS – NPPM/UFPI
TÍTULO: COMBINAÇÃO DE MONOTERPENOS COM FÁRMACOS DE AÇÃO NA VIA DA BIOSSÍNTESE DO ERGOSTEROL NO TRATAMENTO DA LEISHMANIOSE CUTÂNEA
PALAVRAS-CHAVES: Leishmaniose; Monoterpenos; Ergosterol; Citotoxicidade; Imunomodulação; L. major.
PÁGINAS: 81
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

As leishmanioses são doenças parasitárias negligenciadas e representam um risco global. Sua forma clínica
cutânea se caracteriza por apresentar uma única lesão autolimitada, bem como pela presença de múltiplas lesões,
apresentando maior incidência no Continente Americano. O tratamento atual ainda permanece um desafio devido a
elevada toxicidade e resistência parasitária aos fármacos utilizados. Diante desses fatos a busca pela ampliação
desse arsenal terapêutico para o tratamento das leishmanioses incentivam estudos para novas alternativas, como a
combinação de compostos bioativos derivados de plantas com fármacos convencionais. Em estudo anterior
realizado por nosso grupo de pesquisa, foi demonstrado que a associação de Limoneno (Lim) e Carvacrol (Car) na
proporção 4:1 (Lim-car 4:1) apresentou resultados promissores em testes in vitro de avaliação da atividade
antileishmanial e de citotoxicidade em células de mamíferos. Diante disto, este trabalho objetivou realizar estudos
de prospecção utilizando a combinação Lim-car (4:1) associada com os fármacos que atuam na biossíntese do
ergosterol: Nistatina (Nis), Tioconazol (Tio) e Rosuvastatina (Ros), em diferentes proporções em estudos in vitro,
para avaliar seu potencial antileishmanial, citotóxico e imunomodulador macrófagico em protocolos experimentais e,
em seguida, desenvolver uma formulação de uso tópico utilizando a melhor combinação para o tratamento da
Leishmaniose Cutânea em camundongos BALB/c infectados com Leishmania major. Nossos resultados comprovam
que todas as amostras apresentaram atividade antileishmanial tanto para as formas promastigotas quanto para as
amastigotas de L. major internalizadas em macrófagos murinos. Entretanto, a combinação Lim-car (4:1) associada
a Nis, na proporção 3:2 [Lim-car (4:1) + Nis] (3:2) foi a que apresentou o melhor resultado, com valor de
concentração inibitória média (CI50) de 2.02 e 0.53 μg/mL-1, para promastigotas e amastigotas, respectivamente. Acombinação Lim-car (4:1) quando associada aos fármacos teve sua toxicidade aumentada em macrófagos murinos,
observado para concentrações mais elevadas sem, no entanto, apresentarem hemólise em eritrócito de carneiro.
Contudo, a amostra [Lim-car (4:1) + Nis] (3:2) apresentou alto índice de seletividade (IS) com valor de 33,60,
demonstrando ser muito mais tóxico ao parasita que para células de mamíferos. As combinações entre os
monoterpenos e os fármacos foram submetidas ao método gráfico do isobolograma e avaliados através do cálculo
do CIF, no qual [Lim-car (4:1) + Nis] (3:2) foi a única a apresentar efeito sinérgico. Em relação aos parâmetro de
ativação de macrófagos, nenhuma das amostras foi capaz de induzir a síntese de óxido nítrico; aumentar a
atividade lisossomal e a capacidade fagocítica. Este estudo evidencia que combinar os monoterpenos Lim e Car
com os fármacos Nis, Tio e Ros, sobretudo a combinação [Lim-car (4:1) + Nis] (3:2), pode ser explorado com o
desenvolvimento de um formulação de uso tópico para estudo de nova terapia para o tratamento da leishmaniose
cutânea.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1654493 - MARCIA DOS SANTOS RIZZO
Interno - 2199134 - MARCILIA PINHEIRO DA COSTA
Externo ao Programa - 3447232 - ADRIANA MARIA VIANA NUNES

Cadastrada em: 23/07/2024
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 06/03/2024 - 08/03/2024 · Matrícula para o período 2024.1.
  • 18/03/2024 · Início do período letivo 2024.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/07/2024 10:11