Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTÔNIA LAÍRES DA SILVA SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTÔNIA LAÍRES DA SILVA SANTOS
DATA: 27/02/2020
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório de Pós graduaçao da Quimica
TÍTULO: Formulação farmacêutica de produtos de ação repelente frente ao Aedes aegypti, por meio de obtenção de óleos essenciais e seus componentes ativos extraídos de plantas medicinais do Nordeste brasileiro.
PALAVRAS-CHAVES: Aedes aegypti, repelente, inseticida, óleos essenciais.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
ESPECIALIDADE: Química dos Produtos Naturais
RESUMO:

A dengue é uma doença febril aguda, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Alguns procedimentos são propostos para impedir a proliferação desse vetor, dentre os quais destacam-se o uso de inseticidas pulverizados nas estradas urbanas e uso de repelentes. O presente trabalho apresenta como principal objetivo a extração de óleos essenciais (OEs) das espécies: Ocimun grantissimun (Lamiaceae) e Syzygium aromaticum (Myrtaceae), e avaliação dos seus componentes ativos frente ao Aedes aegypti durante a procura do hospedeiro humano. Ensaios com a enzima acetilcolinesterase também foram realizados seguindo o protocolo de Ellman (1961) adaptado por Rhee (2001). O estudo de prospecção tecnológica foi realizado nas seguintes bases de dados: Pubmed, Science Direct, LILACS, Scielo e Google Scholar no período de 2014 a 2019, usando essential oil, Aedes aegypti e repelent como palavras – chave. Os óleos essenciais foram extraídos pelo sistema de hidrodestilação tipo Clevenger.  Da espécie O. grantissimun  foi realizado extração do OE das folhas e de S. aromaticum trabalhou-se com as sementes. O hidrolato das espécies também foram obtidos. Os OEs essenciais e hidrolatos foram submetidos à testes larvicidas, sendo que o hidrolato não apresentou atividade. Para melhor avaliação da atividade foram realizados testes turbidimétricos para a obtenção do grau de solubilidade do OEs em DMSO 1%, acetona, álcool e Tween 80. Na obtenção dos fatores termodinâmicos dos OEs foram realizados cálculos de frequência vibracional (Gaussian 09w) e análises termogravimétricas (TG/dTG). O estudo de prospecção tecnológica apresentou como resultados um total de 280 OEs de plantas as quais foram extraídas de 33 famílias., a saber: Lamiaceae (45,4%), Myrtaceae (38,3%) e Rutaceae (28,4%). No estudo de prospecção os metabólitos relatados com maior atividade repelente/larvicida foram o β - cariofileno, α - pineno, 1,8 - cineol, linalol e eugenol, as concentrações letais variaram de 40 a 120 ppm. A turbidez dos OEs em etanol apresentou valores de 30 a 102 NTU implicando a presença de um maior número de moléculas solúveis. Os estudos de ensaios larvicida dos óleos S. aromaticum e O. gratissimun, apresentaram valores de CL50 de 61,78 e 42,98 ppm respectivamente. Para a atividade anticolinesterásica o O. gratissimun apresentou CI50 de 6,2 ppm. O resultado da alta estabilidade térmica sugere que os óleos podem ser usados como agente natural para o controle de pragas em países tropicais e subtropicais. Este trabalho sugere que os óleos essenciais do S. aromaticum e O. grantissimun são promissores na formulação de repelentes, larvicidas, inseticidas e pesticidas.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1551616 - CHISTIANE MENDES FEITOSA
Interno - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Interno - 1167592 - MARIANA HELENA CHAVES
Externo ao Programa - 1558481 - VERUSKA CAVALCANTI BARROS
Notícia cadastrada em: 19/02/2020 08:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 28/02/2024 03:39