Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCIANO CLECIO BRANDAO LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANO CLECIO BRANDAO LIMA
DATA: 16/12/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do PPGQ
TÍTULO: Sistemas híbridos baseados em talco e quitosana para liberação controlada de medicamentos
PALAVRAS-CHAVES: filossilicato; quitosana; híbrido; amilorida; liberação de drogas
PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Físico Química Inorgânica
RESUMO:

Matrizes inorgânicas e biopolímeros têm sido amplamente utilizados em aplicações farmacêuticas, estes apresentam propriedades como biocompatibilidade, capacidade de incorporação e liberação controlada de medicamentos, que podem se tornar mais atraentes se combinados para formar materiais híbridos. O presente trabalho propõe a síntese de novos sistemas de administração de medicamentos baseados em filossilicato de magnésio (Talc), obtidos pelo método da rota sol-gel, o biopolímero quitosano (Ch) e o híbrido inorgânico-orgânico formado entre essas matrizes (Talc + Ch ), obtido usando o glutaraldeído como agente de reticulação, bem como o estudo da capacidade de incorporação / liberação de amilorida como medicamento modelo. Os sistemas foram caracterizados por difração de raios X (DRX), análise termogravimétrica (TG / DTG) e espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) que indicaram o sucesso na formação dos dos sistemas de liberação controlada. O híbrido mostrou uma melhor capacidade de incorporação de medicamentos em comparação com os precursores, com uma carga de 55,74, 49,53 e 4,71 mg g-1para Talc + Ch, Talc e Ch, respectivamente. Os ensaios de liberação foram realizados em um dissolvedor Hanson Research SR-8 Plus usando o aparelho I (cesto), configurado para garantir as condições sink. Os testes de liberação in vitro mostraram um prolongamento das taxas de liberação deste medicamento por pelo menos 4 h. Este resultado propõe que os sistemas proporcionam a liberação lenta e gradual da substância ativa, favorecendo a manutenção da concentração plasmática dentro de uma janela terapêutica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1553988 - EDSON CAVALCANTI DA SILVA FILHO
Interno - 1357378 - CARLA VERONICA RODARTE DE MOURA
Interno - 1714193 - JOSE MILTON ELIAS DE MATOS
Interno - 1167321 - MARIA RITA DE MORAIS CHAVES SANTOS
Externo à Instituição - POLLYANA DE ARAGÃO TRIGUEIRO - UFPB
Notícia cadastrada em: 15/06/2020 11:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 23/02/2024 19:46