Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELIZIO FEITOSA RODRIGUES JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIZIO FEITOSA RODRIGUES JUNIOR
DATA: 16/12/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Google Meet: https://meet.google.com/mjx-qnvn-bsa
TÍTULO: NANOPARTÍCULAS INTELIGENTES UTILIZADAS COMO NANOCARREADORES PARA LIBERAÇÃO DIRECIONADA DE DOXORRUBICINA A CÉLULAS TUMORAIS CANCEROSAS
PALAVRAS-CHAVES: Nanopartículas de SiO2. Doxorubicina. Nanocarreadores. Ácido fólico. Materiais inteligentes.
PÁGINAS: 25
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

A doxorrubicina é considerada como um dos mais potentes antineoplásicos, uma vez que apresenta uma grande eficiência contra a maior parte dos tipos de cânceres. Contudo, apresenta uma baixíssima seletividade aos tumores malignos acarretando o inconveniente de diversos efeitos adversos nos pacientes. Por conta disso, vários estudos estão sendo desenvolvidos com o intuito de aumentar a seletividade e minimizar sua toxicidade. Dessa forma, o objetivo desse trabalho tem como foco principal a obtenção de nanopartículas de sílica funcionalizadas com o ácido fólico para liberação direcionada de doxorrubicina (DOX). Para isso, encapsulou-se a DOX em nanopartículas de sílica funcionalizadas com 3-APTS (3 - aminopropiltrietoxissilano) e ácido fólico. O 3-APTS, que tem como função funcionalizar as nanopartículas, o que permite a ancoragem, por meio de uma ligação química do ácido fólico na superfície do sistema incorporando uma maior seletividade às células cancerosas, visto que estas apresentam uma maior quantidade de receptores folatos (FRα), proporcionando uma maior eficiência ao sistema. A partir das técnicas de UV-Vis e FTIR, foi possível observar a formação das nanopartículas, a amino funcionalização e a formação da ligação entre grupos aminos livres e o ácido fólico. A análise de Potenciais Zeta para o sistema DOX/SiO2-FO apresentou um valor de -66 mV, demonstrando uma grande estabilidade coloidal. Além disso, o estudo de ponto isoelétrico para todos os sistemas sintetizados realizado em pH 7 demonstrou que em cada etapa de síntese houve a mudança no ponto isoelétrico, corroborando com as demais técnicas de caraterização, comprovando que as modificações esperadas ocorreram de forma satisfatória. Pelas análises de MEV foi possível observar um tamanho médio de partícula entre 70 e 80 nm para o sistema DOX/SiO2-FO, sendo similar a sistemas de entrega intracelular de drogas. Além disso, estimou-se a eficiência de encapsulamento para o sistema estudado em aproximadamente 30,24%, compatível a trabalhos encontrados na literatura. Com base nesses resultados, observamos que o sistema se mostrou promissor para a entrega desse fármaco.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1714171 - JANILDO LOPES MAGALHAES
Interno - 2157495 - ANDERSON NOGUEIRA MENDES
Interno - 778.751.253-91 - FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES LIMA - UESPI
Externo ao Programa - 1731057 - JOAO MARCELO DE CASTRO E SOUSA
Notícia cadastrada em: 10/12/2020 08:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 25/02/2024 02:02