Notícias

Banca de DEFESA: ADENILSON FELIPE SOUSA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADENILSON FELIPE SOUSA SILVA
DATA: 29/09/2021
HORA: 10:00
LOCAL: sala virtual https://meet.google.com/xxn-fpsm-kfe
TÍTULO: Estudo Computacional da Metátese de Olefinas Catalisada por Complexos (Arilimido)Vanádio(V)-Alquilideno.
PALAVRAS-CHAVES: Metátese de olefinas, ROMP, Vanádio-carbeno, DFT, Reatividade de múltiplos estados.
PÁGINAS: 96
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
ESPECIALIDADE: Compostos Organo-Metálicos
RESUMO:
A metátese de olefinas é uma importante reação geralmente catalisada por complexos metal-carbeno de Mo e Ru. Atualmente, os catalisadores de metais 3d têm recebido atenção considerável, uma vez que esses metais são abundantes, baratos e apresentam baixa toxicidade. Recentemente, complexos de vanádio-carbeno com ligantes análogos aos dos carbenos de Schrock, foram relatados como catalisadores de sucesso para a reação de ROMP do norborneno. Neste trabalho, usamos cálculos DFT para entender o mecanismo de reação e o desempenho energético do complexo V(CHSiMe3)(NC6H5)[OC(CF3)3](PMe3)(VC) na catálise da ROMP do norborneno. Foi observado que a reação ocorre na superfície de spin singleto por meio do mecanismo clássico de metátese de olefinas. Foi verificado que a ausência de elétrons de valência no centro metálico vanádio d0, contribuiu para o favorecimento do estado de spin singleto. As vias de desativação para ciclopropanações foram consideradas e apresentaram barreiras maiores do que as da metátese de olefinas. A modificação do substituinte carbeno SiMepelo substituinte CMetambém foi analisada, não apresentando diferenças consideráveis em relação aos catalisadores anteriores. Foi verificado que a reação de CM do estireno catalisado pelo complexo VC é viável, uma vez que essa reação apresentou uma superfície de energia potencial similar à observada na reação de ROMP do norboneno. Por fim, a comparação de VC com um catalisador de Schrock, indicam que o catalisador clássico de molibdênio favorece barreiras energéticas menores em comparação aos catalisadores de vanádio.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2057327 - EGIL DE BRITO SA
Interno - 1167870 - ALEXANDRE ARAUJO DE SOUZA
Externo à Instituição - JOSÉ LUIZ SILVA SÁ - UESPI
Externo à Instituição - XAVIER SOLANS-MONFORT - UAB
Notícia cadastrada em: 27/09/2021 09:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 29/02/2024 05:49