Notícias

Banca de DEFESA: NELSON NUNES DA SILVA LOPES JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NELSON NUNES DA SILVA LOPES JUNIOR
DATA: 11/04/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Plataforma Virtual Google Meet
TÍTULO: ANÁLISE DE UMA PROPOSTA DE ENSINO DE QUÍMICA BASEADA NA ESPIRAL CONSTRUTIVISTA: CONTRIBUIÇÕES PARA A ARGUMENTAÇÃO CIENTÍFICA
PALAVRAS-CHAVES: argumentação; casos investigativos; ensino superior de química; espiral construtivista.
PÁGINAS: 125
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

No atual contexto, repleto de tecnologias, o acesso a informações se difundiu tornando-se cada vez mais alcançável. Com essas alterações instituiu-se um paradigma inovador que requer do indivíduo capacidades de sentir, pensar e agir de forma cada vez mais profunda e ampla, comprometido com as questões do entorno em que vive. Diante disso, a educação formal deve acompanhar as atuais demandas e evoluir para tornar-se relevante e promover a aquisição dessas competências pelos educandos. Nesse cenário, as Metodologias Ativas (MA) de aprendizagem surgem como alternativa ao modelo habitual, nas quais o aluno é tido como centro do processo de aprendizagem, sendo suas capacidades intelectuais estimuladas por meio de práticas pedagógicas que fomentem debates e discussões. Dentre as diversas propostas disponíveis destacamos a Espiral Construtivista (EC), que traz em seus fundamentos teorias construtivistas de educação a partir do uso de disparadores de aprendizagem como meio de promover discussões em ambientes de ensino. Com base nisso, partimos do princípio de que empreender intervenções didáticas utilizando-se a EC como norteadora de discussões pode contribuir para a promoção de argumentos de caráter científico no Ensino Superior de química. Desse modo, objetivando colaborar com a produção de conhecimentos sobre essa temática, no trabalho em pauta nos dedicamos a investigar um processo argumentativo realizado e desenvolvido com base na EC, em um contexto com discentes do Ensino Superior. Para isso, fizemos uso de casos investigativos ilustrados como disparadores de aprendizagem de modo a analisar a qualidade dos conceitos e fundamentos empregados pelos estudantes. Para a coleta dos dados realizamos discussões assíncronas, por meio de fóruns de discussão; e síncronas, por meio de debates em ambiente virtual, analisados sob a perspectiva do modelo argumentativo proposto por Clark e Sampson (2008). Pela análise dos dados coletados pudemos inferir que práticas argumentativas foram consideravelmente estimuladas diante do contexto didático delineado. Verificamos que as atividades nos fóruns de discussão e o debate se mostraram complementares, de forma que o primeiro momento favoreceu a investigação, a definição de estratégias, o embasamento teórico, a eliminação de dúvidas e a compreensão dos caminhos para resolução do caso, enquanto o segundo momento permitiu a socialização de ideias, o reconhecimento de pontos conflitantes e a defesa de pontos de vista. Dessa forma, ficou evidente a evolução dos fundamentos apresentados, ainda que para a qualidade de conceitos tenha havido um leve declínio. Tais resultados demonstram que atividades investigativas pautadas no modelo da Espiral Construtivista oportunizam discussões com argumentos coerentes à linguagem científica e ao desenvolvimento de uma investigação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1785918 - LUCIANA NOBRE DE ABREU FERREIRA
Interno - 1635927 - EDIVAN CARVALHO VIEIRA
Interno - 1998602 - EVERSON THIAGO SANTOS GERONCIO DA SILVA
Externo à Instituição - JANE RAQUEL SILVA DE OLIVEIRA - UNIFEI - UNI
Notícia cadastrada em: 04/04/2022 09:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 02/03/2024 10:26