Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TIAGO LINUS SILVA COÊLHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TIAGO LINUS SILVA COÊLHO
DATA: 18/08/2023
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Química
TÍTULO: Estratégias de preparo de amostra em estudo da composição mineral em cajuína, murici e carotenoides em caju
PALAVRAS-CHAVES: Caju; Cajuína; Minerais; Carotenoides; Extração assistida por ultrassom; Planejamento experimental fatorial e metodologia de superfície de resposta; ICP OES.
PÁGINAS: 135
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

A castanha é considerada o fruto e a maçã do caju é o pseudofruto do cajueiro ocorrendo naturalmente em três cores: laranja, amarelo e vermelho. Embora a castanha tenha sido o produto do cajueiro de maior valor econômico, o pedúnculo tem deixado de ser negligenciado e alcançado relevância na indústria alimentícia na forma de produtos tais como geleia, doces, suco e cajuínas. A cajuína é preparada a partir do suco do caju, sem álcool, clarificada e esterilizada. Possui coloração amarelo-âmbar resultante da caramelização dos açúcares naturais do suco. Em termos nutricionais, o caju e a cajuínas apresentam uma elevada diversidade nutricional que contam com nutrientes tais como polifenóis (flavonoides, carotenoides, ácido anacárdico e taninos), minerais (cobre, zinco, sódio, potássio, cálcio, ferro, fósforo e magnésio), açúcares e vitaminas.  Neste contexto, o objetivo dessa tese é propor estratégias de preparo de amostra em processos de recuperação de metais em cajuína, muricí e carotenoides em caju. No primeiro estudo, o trabalho foca na otimização da extração de carotenoides do caju e comparação dos métodos de extração convencionais (EC) e assistidos por ultrassom (EAU). Cada etapa de otimização ocorreu com uma mistura 1:1 (p:p) de cajus amarelos e vermelhos liofilizados e moídos em moinho criogênico. Um delineamento simplex-centróide foi aplicado para ambos os métodos, e os solventes acetona, metanol, etanol e éter de petróleo foram avaliados. Depois de escolher o solvente do extrator, um design composto central foi aplicado para otimizar a massa da amostra (59–201 mg) e o tempo de extração (6–34 min). As condições ótimas para o solvente extrator foram 38% de acetona, 30% de etanol e 32% de éter de petróleo para EC e uma mistura de 44% de acetona e 56% de metanol para EAU. As melhores condições experimentais para EAU foram um tempo de sonicação de 19 min e uma massa de amostra de 153 mg, enquanto o EC foi de 23 min e 136 mg. Comparando os cajus vermelhos e amarelos, os cajus vermelhos apresentaram maior teor de carotenoides em ambas as metodologias. A metodologia utilizando o ultrassom foi ca. 21% mais rápido, apresentou uma composição mais direta da solução extratora, apresentou um rendimento médio de teor de carotenóides superior em todas as amostras em comparação com o CE. Portanto, a EAU demonstrou uma metodologia de ajuste simples, eficiente, rápida, de baixo custo e uma alternativa confiável para outras aplicações envolvendo esses compostos bioativos na matriz estudada ou similar. O caju vermelho apresentou maior teor de carotenoides em ambas as metodologias. Em outro estudo, foi avaliada a composição inorgânica da Cajuína, neste foi proposto uma otimização multivariada de um procedimento utilizando a EAU para a determinação de Ca, Cu, Fe, K, Mg, Na, P e Zn em diversas amostras de Cajuína por ICP OES. Uma abordagem multiplexada usando delineamentos experimentais foi aplicada para otimização do método. As condições ótimas foram usando 4 mL de 8 mol L−1 de HNO3 e 1,5 mL H2O2 sob 30 min de sonicação. A detectabilidade do método foi melhorada. A precisão foi RSD < 5,5%, enquanto a exatidão do método variou de 87% a 108%, assim como os resultados estiveram de acordo com o método de referência. A análise de 38 amostras de Cajuína apresentou média de Ca, Cu, Fe, K, Mg, Na, P, S e Zn de 8,70, 0,10, 0,97, 1223, 112, 60,1, 83,9, 65,1 e 0,99 mg L−1. Além disso, o método analítico proposto demonstrou viabilidade para a determinação simultânea de nutrientes minerais em matrizes similares a bebidas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1635927 - EDIVAN CARVALHO VIEIRA
Interno - 2350685 - BENEDITO BATISTA FARIAS FILHO
Interno - 1998602 - EVERSON THIAGO SANTOS GERONCIO DA SILVA
Externo à Instituição - SHERLAN GUIMARÃES LEMOS - UFPB
Notícia cadastrada em: 01/08/2023 09:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 16/07/2024 12:42