Notícias

Banca de DEFESA: DIHÊGO HENRIQUE LIMA DAMACENA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DIHÊGO HENRIQUE LIMA DAMACENA
DATA: 28/09/2023
HORA: 09:00
LOCAL: auditório PPGQ
TÍTULO: Modificação da saponita com óxidos metálicos para aplicação na remediação ambiental.
PALAVRAS-CHAVES: tratamento de água, argilomieral, óxido de zinco, corante
PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
RESUMO:

 

 

O combate aos poluentes emergentes é um dos problemas de bastante relevância para os pesquisadores, pois são substâncias utilizadas no nosso dia-a-dia como os medicamento, aditivos alimentares, fertilizantes, metabólicos, reguladores e os métodos tradicionais de tratamento de água não conseguem remover esses poluentes. Diante disso, os argilominerais são bastante utilizados quando modificados com óxidos metálico, pois os mesmos possuem melhora na sua capacidade de adsorção, estabilidade química e térmica após a modificação. Sendo assim, este trabalho apresenta duas aplicações para a argila saponita:  modificação da saponita com Zinco para aplicação fotocatalítica e pilarização da saponita com zircônio para fotoestabilização de antibiótico. O fotocatalisador ZnO-Saponita teve suas propriedades estruturais, físicas e morfológicas investigadas através das técnicas DRX, FTIR, MEV-EDS, UV-VIS DRS e PL; com confirmação da efetiva formação de nanopartículas de ZnO na fase wurtzita. A atividade fotocatalítica foi realizada utilizando o corante rodamina B como modelo de poluente, apresentando taxa de remoção de 85% utilizando uma lâmpada UV-VIS durante 270 minutos.  Além disso, a avaliação do efeito dos inibidores indicou que os radicais hidroxila são os mais efetivos no processo de fotocatalítico. A avaliação dos efluentes após a fotodegradação não apresentaram evidências de toxicidade, sendo assim candidatos promissores para aplicação na remoção de corantes poluentes. O Material Zr-Saponita foi avaliador por DRX, FTIR, MEV-EDS e após a adsorção do cirprofloxacino o mesmo foi irradiado durante 200 horas com lâmpada (160W Hg).  Os resultados de Drx, Mev e FTIR demonstram que a pilzarização da argila com Zr ocorreu com sucesso, aumentando o espaçamento basal d001 de 1.12 nm para 1.64 nm. Os testes da atividade antibacteriana demonstraram que o cirpofloxacino adsorvido na saponita manteve sua atividade antibacteriana contra bactérias gram-negativas e gram-positivas antes e depois 200 horas de irradiação.

 O aluno possui um artigo pulicado https://doi.org/10.1007/s40710-023-00630-1 no Qaulis A4, um acapítulo de livro aceito  e o trabalho da qualifcação será submetido em breve.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1722880 - JOSY ANTEVELI OSAJIMA FURTINI
Interno - 1357378 - CARLA VERONICA RODARTE DE MOURA
Interno - 1998602 - EVERSON THIAGO SANTOS GERONCIO DA SILVA
Interno - 2350685 - BENEDITO BATISTA FARIAS FILHO
Externo ao Programa - 492.147.563-68 - MARIA ALEXSANDRA DE SOUSA RIOS - UNILAB
Externo à Instituição - FREDY ALBERTO HUAMAN MAMANI - NENHUMA
Externo à Instituição - TATIANA BATISTA - UFJ
Notícia cadastrada em: 28/09/2023 08:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 02/03/2024 10:21