Notícias

Banca de DEFESA: LEONARDO DA ROCHA SOUSA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEONARDO DA ROCHA SOUSA
DATA: 21/06/2023
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do departamento de Biofísica e Fisiologia - CCS-UFPI
TÍTULO: RELAÇÃO ESTRUTURA-ATIVIDADE ENTRE R-(+)-LIMONENO E (–)- CARVEOL: EFEITOS METABÓLICOS E VASCULARES EM UM MODELO EXPERIMENTAL DE DIABETES TIPO 1
PALAVRAS-CHAVES: R-(+)-Limoneno; (-)-Carveol; hipoglicemiante; diabetes tipo 1; estresse oxidativo; reatividade vascular.
PÁGINAS: 265
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

 

O diabetes é um distúrbio do metabolismo cuja principal característica é a hiperglicemia crônica, que resulta de defeitos na secreção e/ou na ação da insulina. Um grupo de compostos naturais que tem se mostrado promissor na pesquisa sobre o tratamento da doença são os monoterpenos, dos quais destacam-se o R-(+)-Limoneno e o (–)-Carveol. O R-(+)-Limoneno vem sendo estudado para comprovação de seus efeitos hipoglicemiantes e antioxidantes no tratamento da diabetes tipo 1 (DT1), ao passo que sobre o (–)-Carveol os estudos são ainda incipientes. Este estudo objetiva analisar a relação estrutura-atividade e avaliar os efeitos do R-(+)-Limoneno e do (–)-Carveol sobre os parâmetros metabólicos e vasculares em modelo experimental de DT1. No Capítulo I os monoterpenos, enquanto agentes antidiabéticos, foram pesquisados através da avaliação de estudos recentes in vitro e
in vivo relatados na literatura científica. Foram coletados dados por meio das bases de dados especializadas PubMed, Scopus, Web of Science e Science Direct entre os anos de 2014 e 2022. No Capítulo II pesquisou-se a literatura sobre o diabetes e a aplicabilidade de produtos naturais no seu tratamento, enfatizando especificamente a atividade dos monoterpenos R-(+)-Limoneno e (–)-carveol. Foi realizada uma revisão narrativa, agrupando os artigos selecionados que tratavam da fisiopatologia do diabetes e do uso dos referidos monoterpenos como antidiabéticos. O estudo in silico descrito no Capítulo III investigou as propriedades físico-químicas, farmacocinéticas, farmacodinâmicas e toxicológicas do R-(+)-Limoneno e do (–)-Carveol, através de predições e docking molecular. No estudo ADMET ambos os monoterpenos foram aprovados como candidatos a fármaco. No teste de docking molecular foi verificado que o (–)-Carveol e o R-(+)-Limoneno apresentaram afinidade de ligação com os alvos antidiabéticos cotransportador de sódio-glicose 2 (SGLT2) e alfa glicosidase (AG), com destaque para a maior afinidade de (–)-Carveol para estes alvos. No Capítulo IV foi realizado um estudo in vivo para avaliação dos efeitos do R-(+)-Limoneno e do (–)-Carveol sobre o DT1 em ratos induzidos por STZ. O R-(+)-Limoneno e o (–)-Carveol demonstaram efeito hipoglicemiante, anti-glicação, hepato e vasoprotetor, além de um incremento nas defesas antioxidantes pesquisadas. Entrentanto, (–)-Carveol apresentou resultados mais expressivos, principalmente no que se refere à ação vasoprotetora. Em conjunto, os resultados obtidos nos estudos in silico e in vivo habilitam os monoterpenos pesquisados como potenciais candidatos a fármacos antidiabéticos multialvo.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2714919 - DANIEL DIAS RUFINO ARCANJO
Externo ao Programa - 2617696 - ALDEIDIA PEREIRA DE OLIVEIRA
Externo ao Programa - 2950101 - FRANCISCO LEONARDO TORRES LEAL
Externo ao Programa - 1731057 - JOAO MARCELO DE CASTRO E SOUSA
Externo à Instituição - DAMIÃO PERGENTINO DE SOUSA - UFPB
Notícia cadastrada em: 07/06/2023 15:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 22/07/2024 02:21