Notícias

Banca de DEFESA: FELIPE RODOLFO PEREIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FELIPE RODOLFO PEREIRA DA SILVA
DATA: 12/06/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Campus Ministro Reis Velloso
TÍTULO: Avaliação da associação entre polimorfismos nos genes das interleucinas 1A, 1B, 17A E 17F e o risco no desenvolvimento de periodontite: achados de metanálise
PALAVRAS-CHAVES: Inflamação. Alelos. Odds Ratio. Citocina. Doença Periodontal
PÁGINAS: 170
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A periodontite resulta da resposta inflamatória causada pelo acúmulo de microrganismos no periodonto. Polimorfismos genéticos em diversas citocinas tem sido relatados com papel preponderante no risco de desenvolvimento e progressão da doença, contudo há uma limitação em estudos genéticos devido seu frequente número amostral reduzido. Uma importante ferramenta estatística capaz de anular o limitado poder amostral de estudos genéticos por meio da combinação dos estudos é a metanálise. Visto tais aspectos, este estudo objetivou realizar metanálises abordando achados publicados na literatura sobre os polimorfismos -889 C/T no gene da interleucina 1A, +3954 C/T no gene da interleucina 1B, -197 A/G no gene da interleucina 17A e -7488 T/C no gene da interleucina 17F e o risco de periodontite. A identificação, seleção e análise dos dados foram realizadas seguindo um protocolo para revisões sistemáticas e metanálises. Os cálculos da metanálise foram obtidos por uso do software estatístico Review Manager versão 5.2 com cálculo de heterogeneidade (I²) e índice Odds Ratio (OR) para seis diferentes modelos genéticos com base em combinações alélicas e genotípicas. Para avaliação de viés de publicação foi utilizado o software Comprehensive Meta-analysis versão 3.3070 com cálculo do teste de regressão linear de Egger, teste de Begg e assimetria no Funnel-plot. Os valores de P<0,05 foram considerados estatisticamente significantes. Todos os dados dos estudos foram dados dicotômicos expressos como índice OR com 95% de intervalo de confiança (IC) para avaliar a possível associação entre polimorfismos nos genes das interleucinas mencionadas e o risco de desenvolvimento de periodontite. Como resultados três artigos de metanálise compuseram este trabalho. Na avaliação geral foram identificados um total de 21 artigos para o polimorfismo no gene da IL-1A, 54 para o polimorfismo no gene da IL- 1B, e sete estudos para ambos os polimorfismos nos genes da IL-17A e IL-17F foram encontrados. Os polimorfismos -889 C/T e +3954 C/T foram associados ao elevado risco de desenvolvimento de periodontite crônica, contudo os polimorfismos nos genes da IL-17A e IL-17F não tiveram associação significante com a doença. As análises iniciais evidenciaram que apenas o polimorfismo no gene da IL-1B foi associado à doença em população miscigenada (P<0,05). Mais estudos são requeridos para melhor avaliar a influência desses polimorfismos no risco de desenvolvimento de periodontite.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CARLOS DA CUNHA OLIVEIRA JÚNIOR - UESPI
Presidente - 1750086 - DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
Externo ao Programa - 1979277 - KARINA OLIVEIRA DRUMOND
Notícia cadastrada em: 31/05/2017 11:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 08/12/2022 11:03