Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUAN CORREIA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUAN CORREIA COSTA
DATA: 06/06/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Campus Ministro Reis Velloso
TÍTULO: OTIMIZAÇÃO DA CONVERGÊNCIA OCULAR E ALTERAÇÕES NA ATIVIDADE CORTICAL APÓS TRATAMENTO COM RÉGUA DE PONTO PRÓXIMO DE CONVERGÊNCIA
PALAVRAS-CHAVES: Insuficiência de convergência; Dominância ocular; Eletroencefalograma; Assimetria; Coerência; Bandas de frequência
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A Insuficiência de convergência (IC) é uma disfunção ocular caracterizada pela
incapacidade de fixar a convergência adequada em direção a um alvo próximo.
Os sintomas comumente observados são: fadiga ocular, dificuldade de
concentração e cefaléia. Tal disfunção pode influenciar negativamente na
qualidade de vida, pois interfere no desempenho escolar/acadêmico e processo
de aprendizagem. O eletroencefalograma (EEG) corresponde a ferramenta
utilizada para investigar a atividade elétrica cerebral em atividades motoras e em
diferentes funções cognitivas como na atenção e aprendizagem. Estudos que
investiguem o comportamento cortical de indivíduos com IC são escassos ou
mesmo desconhecidos na literatura. Desta forma, o objetivo do presente estudo
foi investigar a atividade cortical de jovens universitários com IC mediante
tratamento com régua de ponto próximo de convergência (RPPC). Trata-se de
um estudo transversal controlado realizado com 20 participantes com IC, destros
e com idade entre 18 a 24 anos. Foram realizados, inicialmente, avaliação do
ponto próximo de convergência (PPC), teste de dominância ocular, inventário de
Edimburgo e o questionário Convergence Insufficiency Symptom Surveyversão português. O experimento ocorreu da seguinte forma: 3 minutos de
captação de EEG, seguido de tratamento com a RPPC e mais 3 minutos de EEG
durante 5 dias consecutivos, e posteriormente follow-up de 7 e 14 dias após. Uma
Two-way ANOVA de medidas repetidas foi realizada para analisar os fatores dia
e área cortical e um teste t pareado para identificar se houve diferença
estatisticamente significante entre os valores PPC. Os resultados mostraram
melhora significativa da convergência ocular e alterações na assimetria e
coerência das bandas de frequência alfa e beta, além de diferença entre as áreas
corticais Fp1/Fp2 e T3/T4.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2092495 - SILMAR SILVA TEIXEIRA
Presidente - 1761994 - VICTOR HUGO DO VALE BASTOS
Externo à Instituição - VIVIAM KAZUE ANDÓ VIANNA SECIN - UERJ
Notícia cadastrada em: 15/05/2018 12:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 30/11/2022 07:04