Notícias

Banca de DEFESA: SAUL BARBOSA DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SAUL BARBOSA DE OLIVEIRA
DATA: 24/08/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório Oeste
TÍTULO: ATIVIDADE ANTINFLAMATÓRIA DE NANOPARTÍCULA DE PRATA ESTABILIZADA COM COLÁGENO E GOMA DO CAJUEIRO (ANACARDIUM OCIDENTALE L.)
PALAVRAS-CHAVES: Nanopartículas de prata. Anti-inflamatório. Antioxidante. Estresse Oxidativo. Inflamação.
PÁGINAS: 63
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

As nanopartículas de prata (AgNP) têm emergido como uma importante
classe de nanomateriais com diversas aplicações médicas. O interesse em
realizar pesquisas usando proteínas e nanopartículas de prata (AgNPs) é
amplo pois a atividade anti-inflamatória desses tipos específicos de
agrupamentos em nanoescala é desconhecido. A inflamação é a resposta
do tecido vivo a estímulos nocivos, como agentes patogênicos e irritantes, o
que implica em diversas alterações sistêmicas como no fluxo sanguíneo,
aumento da permeabilidade vascular, síntese de mediadores e intensa
migração de leucócitos para o local inflamado. Embora uma quantidade
significativa de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios estejam
disponíveis para o tratamento, há uma busca contínua de novos compostos
como alternativas terapêuticas, uma vez que estas drogas exercem uma
gama de efeitos colaterais e baixa eficácia, especialmente para doenças
inflamatórias. O estudo teve como objetivo descrever o efeito da
administração intraperitoneal de nanopartículas de prata estabilizadas com
colágeno e goma do cajueiro em modelos experimentais de edema de pata
e peritonite. O edema de pata e a peritonite foram induzidos pela
administração de carragenina. Foi analisado o potencial de inibição de
edema de pata de uma nanopartícula de prata nas doses de 1ml/kg, 2ml/kg
e 3ml/kg aplicadas de forma intraperitoneal e sua ação na atividade da
enzima mieloperoxidase. Foi avaliado também o estresse oxidativo e a
atividade anti-inflamatória pela determinação de glutationa reduzida (GSH),
nitrato e nitrito, superoxido dismutase na peritonite somente na dose de
3ml/kg. Os resultados mostraram que a nanopartícula de prata estabilizada
com colágeno e goma do cajueiro na dose de 3ml/kg possui potencial
antiinflamatório ao inibir a formação do edema em 70% durante o pico do
edema de carragenina. O composto também demonstrou reduzir a atividade
da enzima mieloperoxidase de forma significativa quando comparado ao
grupo controle. O potencial antioxidante da nanopartícula é demonstrado
pela redução dos níveis de nitrito e manutenção dos níveis de GSH e SOD
quando comparados ao grupo carragenina. Conclui-se que a nanopartícula
de prata estabilizada com colágeno e goma do cajueiro possui um potencial
antiinflamatório, através da inibição do edema de pata e da migração
neutrofílica e potencial antioxidante através da manutenção dos níveis de
GSH e SOD e diminuição dos níveis de Nitrito.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1900252 - BALDOMERO ANTONIO KATO DA SILVA
Externo ao Programa - 1680593 - JAND VENES ROLIM MEDEIROS
Presidente - 1637767 - MARCELO DE CARVALHO FILGUEIRAS
Interno - 1774210 - VINICIUS SAURA CARDOSO
Notícia cadastrada em: 20/08/2018 09:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 30/11/2022 07:54