Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ CARLOS RAPOZO MAZULO NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ CARLOS RAPOZO MAZULO NETO
DATA: 30/11/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Reuniões/CMRV
TÍTULO: EFEITOS DE DUAS DOSES DE LASER DE BAIXA INTENSIDADE EM MODELO EXPERIMENTAL DE ARTRITE
PALAVRAS-CHAVES: Laser de Baixa Intensidade. Artrite. Anti-inflamatório. Inflamação.
PÁGINAS: 39
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Introdução: Artrite compreende uma poliartrite simétrica que afeta as articulações, quando essa condição não é tratada apresenta destruição articular progressiva, com perda cartilaginosa e óssea. Um dos tratamentos para essa condição é a fisioterapia, onde se tem a laserterapia de baixa intensidade como uma forma de tratamento promissora, pois não apresenta efeitos colaterais. Apesar dos efeitos clínicos já relatados em diversos estudos, seu mecanismo de ação e parâmetros dosimétricos não são totalmente compreendidos, havendo grande divergência sobre dose e efeito. Assim, estudos sobre dosimetria são importantes e necessários para formar subsídios para um tratamento eficaz. Objetivo: Avaliar o efeito do laser terapêutico de baixa intensidade (904 nm) nas doses de 1J e 5J em modelo experimental de artrite. Metodologia: Foram utilizados camundongos Swiss femeas pesando entre 25 e 30g, foram distribuídos em 5 grupos em diferentes experimentos, Grupo Salina (recebeu apenas injeção de solução salina a 0,9%); Grupo que recebeu agente flogístico (Zymosan); Grupo Laser 1(recebeu a injeção de agente flogístico e tratamento com Laser 1J/cm² (L1), Grupo Laser 5 (L5- recebeu agente flogístico e tratamento com Laser 5J/cm²) e Grupo Dexa ( recebeu o agente flogístico e o anti-inflamatório). Foram avaliados variação de volume de pata e a hipernocicepção mecânica. Serão avaliados posteriormente aspectos histomorfologicos, como matriz extracelular, fibras de colágeno e Imunohistoquimica. Resultados parciais: Obtivemos redução estatisticamente significativa no volume de pata do grupo Laser 1 quando comparado ao grupo controle negativo, diferente quando comparado ao grupo laser 5, onde a diferença
não apresenta significância. Na hipernocicepção tivemos a ação das duas fluências do laser, ambas foram eficazes na redução da dor, contudo o grupo Laser 1 foi mais significativo estatisticamente. Conclusão parcial: Constatou-se até o momento que a laserterapia de baixa intensidade nos parâmetros propostos se mostrou eficiente em dois sinais clínicos relevantes do processo inflamatório causado pela doença, edema e dor, como perspectiva futura iremos avaliar a ação desse recurso histomorfologicamente, avaliando sua utilização em uma fase crônica da condição patológica.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1750086 - DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
Presidente - 1637767 - MARCELO DE CARVALHO FILGUEIRAS
Externo ao Programa - 1789467 - NIVIA CECILIA KRUTA DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 09/11/2018 09:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 22/07/2024 01:28