Notícias

Banca de DEFESA: EMERSON BRUNO CASTRO MESQUITA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EMERSON BRUNO CASTRO MESQUITA
DATA: 15/02/2023
HORA: 18:00
LOCAL: Videoconferência: meet.google.com/vby-aitd-wqi
TÍTULO: CECROPIA PACHYSTACHYA TRÉCUL (URTICACEAE): PROSPECÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, FITOQUÍMICA E ATIVIDADE ANTIBACTERIANA E CITOTÓXICA
PALAVRAS-CHAVES: atividade biológica, metabólitos secundários, toxicidade
PÁGINAS: 108
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Bioquímica
RESUMO:

Cecropia pachystachya Trécul, conhecida popularmente como embaúba ou torém, pertence à família Urticaceae. É utilizada em projetos de reflorestamento, tratamento de afecções respiratórias agindo como expectorante e antitússigeno na coqueluche e asma além de tratar hepatopatias e adjuvante no tratamento do Diabete mellitus como hipoglicêmico. Diante do seu potencial farmacológico, objetivou-se identificar as atividades biológicas de C. pachystachya, através da prospecção científica e tecnológica, determinar os constituintes químicos, grupos orgânicos funcionais, além de avaliar as atividades antibacteriana, citotóxica e toxicidade aguda, a partir de extrato etanólico e metanólico de folhas de amostras provenientes dos municípios de Ilha Grande-PI e Paulino Neves-MA. A prospecção científica foi realizada por meio de consultas as bases de artigos: Web of Science, Scopus e Scielo, no período de 1991 a 2022, e a prospecção tecnológica nas bases: ESPACENET e WIPO. Os descritores utilizados foram “Cecropia”, “Cecropia pachystachya”, “Cecropia AND biotechnology”, “Cecropia AND pharmacology” e “Cecropia AND treatment”. Os constituintes químicos foram determinados por fitoquímica qualitativa, enquanto para os grupos orgânicos funcionais foi utilizada Espectroscopia de Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR), pelo método ATR (Refletância Total Atenuada). Para a atividade antibacteriana, foram testados os extratos frente a quatro cepas (Escherichia coli ATCC 25922, Salmonella typhimurium ATCC 14028, Staphylococcus aureus ATCC 29213, Staphylococcus epidermidis ATCC 12228), determinado as concentrações inibitórias e bactericidas mínimas. A citotoxicidade foi analisada por teste colorimétrico por conversão do MTT em azul de formazan. A toxicidade aguda foi determinada pela concentração letal média (CL50) após 24h de exposição das larvas de Artemia. salina aos extratos. O Brasil foi o país que apresentou maior número de publicações tanto na base de dados da Web of Science quanto da Scopus para todos os descritores. A base ESPACENET, para patentes, se destacou com o maior número de publicações para o descritor “Cecropia pachystachya”. Os  constituintes identificados para a espécie foram açúcar redutor, taninos condensados ou catéquicos, saponinas, flavonoides e alcaloides. A análise espectrofotométrica indicou a presença de hidrogênios metilênicos, alcenos simples, éteres arílicos e vinílicos e compostos fenólicos nos dois extratos. Os testes bacterianos evidenciaram potencial bactericida frente as cepas de S. aureus e S. epidermidis e bacteriostático frente as cepas analisadas. A atividade citotóxica apresentou melhor resultado, moderada, para o extrato metanólico de Ilha Grande frente a linhagem PC3 com 70,69% de inibição do crescimento celular. Os testes de toxicidade para A. salina evidenciaram que os extratos e as concentrações utilizadas foram “não tóxicos”.Portanto, o extrato metanólico de amostras provenientes do município de Ilha Grande-PI foi o que mostrou melhor resultado nas análises antibacteriana e citotóxica. Os contituintes químicos encontrados corroboram com as atividades biológicas citadas para a espécie, assim como a sua aplicação etnobotânica. Os resultados apresentados evidenciam a necessidade de mais investigação sobre as propriedades biológicas e fatores ambientais que podem influenciar na atividade dos metabólitos secundários.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1221652 - IVANILZA MOREIRA DE ANDRADE
Externo à Instituição - FÁTIMA DE CÁSSIA EVANGELISTA DE OLIVEIRA - FIOCRUZ
Externo à Instituição - MELISE PESSOA ARAUJO MEIRELES - UFPI
Notícia cadastrada em: 16/02/2023 21:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 22/07/2024 02:34