Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALEXANDRA CAVALCANTE PESSOA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALEXANDRA CAVALCANTE PESSOA
DATA: 29/08/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 304 do Centro de Ciências Humanas e Letras/UFPI - Campus Min. Petrônio Portella, Teresina-PI
TÍTULO: UMA ANÁLISE CRÍTICA E INTERVENCIONISTA NA PROPOSTA PEDAGÓGICA DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE NÍVEL MÉDIO A PARTIR DA PERSPECTIVA COMUNICACIONAL ORIENTADA POR JURGEN HABERMAS
PALAVRAS-CHAVES: Proposta Pedagógica; Ensino Médio; Teoria Comunicacional habermasiana
PÁGINAS: 36
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Filosofia
SUBÁREA: História da Filosofia
RESUMO:

Essa dissertação se propõe a desenvolver uma análise crítica, de caráter filosófico e
intervencionista, na proposta pedagógica de uma escola pública de ensino médio,
situada em Barro Duro PI, a partir da perspectiva da teoria comunicacional ou dialógica
do filósofo alemão Jurgen Habermas. Utilizando a metodologia da pesquisa ação como
um caminho sistemático e empiricamente fundamentado para problematizar o eixo
norteador dessa p esquisa o projeto político pedagógico e o contexto educacional no
qual está inserido, caminharemos alinhados à ética do discurso habermasiana,
compreendendo que a racionalidade formulada por este herdeiro da Teoria Crítica da
Escola de Frankfurt aponta para a possibilidade de renovação do fundamento educativo,
via reconstrução da razão perdida pela lógica técnico científica, utilizando se do diálogo
argumentativo que brota das concretas e diferentes experiências dos atores envolvidos
na teia social. A ar ticulação teoria e práxis no “chão da escola” se torna possível pela
capacidade de um entendimento razoável entre os colaboradores do planejamento
educacional, considerando a educação como um fenômeno social e escola como um
produto disso. Reproduzir o inf austo significado do mundo sistêmico aos outros como a
melhor forma de viver é subtrair do indivíduo sua capacidade cognitiva, emocional,
social e comunicacional de ir além das estruturas previstas burocraticamente, numa
organização de mundo que assumiu, d a forma mais infame possível, a função de
modelagem de pessoas segundo interesses dominantes. A partir disso, objetivamos
resgatar meio a dialética histórica, a capacidade de intercompreensão do processo
educativo emancipatório a partir do fórum de discuss ão permeado pela proposta
pedagógica e, consequentemente, cultivar um espírito crítico e combativo diante do
modelo social desagregador vigente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 341849 - MARIA CRISTINA DE TAVORA SPARANO
Interno - 1210409 - DEYVISON RODRIGUES LIMA
Externo ao Programa - 1167741 - FERDINAND CAVALCANTE PEREIRA
Notícia cadastrada em: 28/08/2019 16:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 29/09/2022 02:06