Notícias

Banca de DEFESA: REGINA MARCIA SOARES CAVALCANTE

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: REGINA MARCIA SOARES CAVALCANTE
DATA: 12/11/2020
HORA: 14:30
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA
TÍTULO: EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO COM GLUCONATO DE ZINCO NA CONCENTRAÇÃO DE MINERAIS E EM MARCADORES INFLAMATÓRIOS NA RETOCOLITE ULCERATIVA
PALAVRAS-CHAVES: Retocolite Ulcerativa. Zinco. Cobre.Magnésio.Citocinas. Inflamação
PÁGINAS: 226
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO:

CAVALCANTE, R.M.S. Efeito da suplementação com gluconato de zinco em marcadores inflamatórios e na concentração plasmática de minerais na retocolite ulcerativa. 2020. 225 f Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Alimentos e Nutrição, Universidade Federal do Piauí, Teresina – PI. A retocolite ulcerativa é uma doença multifatorial, com etiologia ainda não totalmente esclarecida, e acredita-se que seja causada pela interação de fatores imunológicos e ambientais, em indivíduos geneticamente predispostos. Neste contexto, destaca-se o papel do zinco no sistema imune e provável participação no controle da doença. O estudo avaliou o efeito da suplementação com zinco sobre minerais e marcadores inflamatórios em pacientes com retocolite ulcerativa. Ensaio clínico não controlado desenvolvido com 40 pacientes de ambos os sexos, que foram suplementados com gluconato de zinco (79 mg/dia para homens e 58 mg/dia para mulheres) durantes um mês. Foram avaliadas as concentrações plasmáticas de zinco, cobre e magnésio e eritrocitárias de zinco, valores séricos de citocinas Th1 / Th2 / em três tempos: (T0), 15 (T1) e 30 (T2) dias após a intervenção. Em relação ao zinco plasmático (ZnPl), houve diferença significativa (p=0,000) entre todos os valores em todos os tempos(T0- T1;T0-T2;T1-T2). Em relação ao zinco eritrocitário(ZnEr) houve diferença entre T1-T2 (p=0,018) e entre T0-T2 (p=0,005). Quanto ao cobre plasmático(CuPl) houve diferença entre os tempos T0-T2 e T1-T2 , e ao magnésio plasmático(MgPl) entre todos os tempos (T0-T1;T0- T2;T1-T2). Referente às citocinas, para a IL-6, houve diferença apenas para entre os T 0 e T2, com média mais elevada no T2 e mais baixa no T0. Para a IL-10 houve diferença (p=0,013) entre T1 e T2, apresentando média mais alta no T1 e mais baixa no T2. A suplementação com gluconato de zinco foi eficaz na recuperação do estado nutricional referente ao mineral, bem como no alcance da normalidade para os níveis plasmáticos de cobre e magnésio. Quando às citocinas e zinco não foi encontrada relação, no entanto, a suplementação promoveu melhora na resposta inflamatória, considerando as médias encontradas para IL-6 e IL-10 nos diferentes tempos de intervenção, sinalizando para a importância do zinco no quadro clínico da doença.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1716862 - ADALBERTO SOCORRO DA SILVA
Interno - 1356863 - DILINA DO NASCIMENTO MARREIRO
Externo ao Programa - 2340544 - EMIDIO MARQUES DE MATOS NETO
Externo ao Programa - 1952348 - GILMARA PÉRES RODRIGUES
Externo à Instituição - Gilberto Simeone Henriques - UFMG
Externo ao Programa - 6654838 - JOSE MIGUEL LUZ PARENTE
Presidente - 423490 - NADIR DO NASCIMENTO NOGUEIRA
Notícia cadastrada em: 05/11/2020 10:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 05/12/2022 12:48