Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIELLA COSTA RODRIGUES NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GABRIELLA COSTA RODRIGUES NETO
DATA: 26/05/2021
HORA: 16:00
LOCAL: AMBIENTE VIRTUAL
TÍTULO: “NÃO É FALTA DE Fɔ: UMA ANÁLISE SOCIOLÓGICA SOBRE A RELIGIÃO PROTESTANTE ENQUANTO FATOR PROTETIVO DO SUICÍDIO EM TERESINA-PI
PALAVRAS-CHAVES: Prevenção; Fator protetivo; Suicídio; Centro Débora Mesquita; Protestantismo.
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

O suicídio é um problema de saúde pública a ser prevenido e caracteriza-se como um tipo de morte violenta e voluntária motivado por uma crise suicida. Após o suicídio da irmã, Késia Mesquita percebeu a carência de informações especializadas na cidade, e durante o luto complicado fundou a Organização Não-Governamental evangélica interdenominacional Centro Débora Mesquita – ONG CDM que tem como objetivo atuar na prevenção e posvenção do suicídio por meio de palestras, capacitações, acompanhamento psicológico e grupo de apoio aos enlutados por suicídio. O que nos leva a problematizar como grupos vinculados ao protestantismo estão promovendo e acolhendo a temática do suicídio uma vez que esta religião historicamente estigmatizou os transtornos mentais e a morte por suicídio. A perspectiva contemporânea de estudos sobre o suicídio que o considera como um fenômeno multifatorial (MINAYO, 2016b), bem como o levantamento histórico de Minois (2018), e as contribuições de Durkheim (2018;2011), Barbagli (2019), Cavalcante et al (2018), Campos (2016) dentre outros que possibilitam discutir o suicídio, a religião, as representações da morte no ocidente como fatores sociais e culturais são contribuições teóricas que nos permite situar esta pesquisa na religião enquanto fator protetivo do suicídio. E tem como objetivo principal analisar a aproximação entre o discurso religioso e o discurso científico sobre a prevenção do suicídio na ONG CDM. Parece que, a ONG CDM adapta o discurso religioso protestante cristão para apresentar informações sobre a prevenção e posvenção do suicídio nos espaços religiosos que são convidados a palestrar. A pesquisa em tela localiza-se em uma abordagem majoritariamente qualitativa (SILVEIRA; CÓRDOCA, 2009), e utiliza-se de análise documental (CELLARD, 2008), árvore de associação de ideias (SPINK, 2013b), análise de conteúdo (BARDIN, 2011). As várias ações desenvolvidas pela ONG CDM como palestras, entrevistas, material de divulgação, atendimentos clínicos, cursos de suicidologia e notadamente a publicação de um livro apresentam-se nesta pesquisa como possibilidade de interpretar a conexão ou a quebra do enclausuramento entre o discurso científico e o discurso religioso enquanto práticas de prevenção e posvenção do suicídio, isto é, como práticas que se apresentam como fator protetivo do suicídio em Teresina-PI.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1520279 - FRANCISCA VERONICA CAVALCANTE
Interno - 1167589 - FRANCISCO DE OLIVEIRA BARROS JUNIOR
Externo à Instituição - MARCOS VINICIUS DE FREITAS REIS - UNIFAP
Notícia cadastrada em: 05/05/2021 16:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 07/10/2022 12:31