Notícias

Banca de DEFESA: CARLOS HENRIQUE DE CARVALHO E SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS HENRIQUE DE CARVALHO E SOUZA
DATA: 05/07/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Curso de Odontologia - bloco 10
TÍTULO:

MMICRODUREZA E RESISTÊNCIA À FLEXÃO DE RESINAS MICROHÍBRIDAS E NANOPARTICULADAS FOTOATIVADAS POR LUZ HALÓGENA OU LED


PALAVRAS-CHAVES:

resinas compostas; nanopartículas; dureza; polimerização


PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Materiais Odontológicos
RESUMO:

O objetivo desse trabalho foi mensurar a microdureza, profundidade de polimerização e resistência à flexão de uma resina nanoparticulada e duas microhíbridas fotoativadas por aparelhos de Luz halógena e LED. Três compósitos foram utilizados (P60, Z100 e Z350XT). Ensaio de microdureza Vickers foi aplicado em 60 corpos-de-prova de 5 mm de diâmetro e 2 mm de espessura. As amostras foram divididas em 06 grupos de acordo com a resina e aparelho fotopolimerizador utilizados. Profundidade de polimerização foi avaliada pelo cálculo da relação de dureza das superfícies superior-inferior das amostras. Resistência à flexão de três pontos foi avaliada utilizando-se 60 corpos-de-prova em formato de barra (25x2x2mm). As amostras foram divididas em grupos de forma semelhante ao ensaio de microdureza. Maior dureza foi encontrada para a Z100, e menor para Z350XT. A superfíce do topo de todas as amostras apresentou maior dureza. Apenas a Z350XT não apresentou profundidade de polimerização adequada. O aparelho LED polimerizou camadas mais profundas com maior eficiência. A P60 apresentou maiores valores de resistência flexural e sofreu influência negativa da luz Halógena. A resina nanoparticulada apresentou, em geral, menor dureza e profundidade de polimerização, e sua resistência à flexão foi semelhante à resina microhíbrida Z100. O desempenho do aparelho de luz LED foi superior ao de luz halógena. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1354119 - ALESSANDRO RIBEIRO GONCALVES
Externo à Instituição - ANDRÉ ULISSES DANTAS BATISTA - UFPB
Interno - 423020 - CARMEM DOLORES VILARINHO SOARES DE MOURA
Interno - 1301059 - MARCOELI SILVA DE MOURA
Interno - 1790736 - MARINA DE DEUS MOURA DE LIMA
Notícia cadastrada em: 30/05/2013 10:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 24/09/2022 12:34