Notícias

Banca de DEFESA: BRENDA IZABELA SANTANA MOTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRENDA IZABELA SANTANA MOTA
DATA: 06/07/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Via Plataforma Remota ZOOM
TÍTULO: REGULAÇÃO GÊNICA DE CÉLULAS DENDRÍTICAS E MONÓCITOS PERIFÉRICOS HUMANOS APÓS ESTÍMULO COM PROBIÓTICOS
PALAVRAS-CHAVES: probióticos, expressão gênica, imunomodulação
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

A interação de células brancas derivadas do sangue periférico humano com bactérias probióticas pode estimular a produção de citocinas, quimiocinas e receptores essenciais para controle ou perpetuação da resposta inflamatória. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar a transcrição gênica de células dendríticas (DC) e monócitos após estímulo com probióticos. Para o estudo com monócitos humanos, cepas de Lactobacillus rhamnosus 32 (LR-32), Lactobacillus acidophilus 5 (LA-5) foram cultivados numa MOI (multiplicidade de infecção) de 1:10 em placas de 24 poços. Por sua vez, DC imaturas foram cultivadas com LR-32 ou LA-5, podendo ou não estar em co-cultura com LPS de Escherichia coli numa MOI de 1:10 em placas de 24 poços. Foi realizada análise do sobrenadante por ELISA para detecção de citocinas pró-inflamatórias.  A análise de expressão gênica das DC e monócitos foi realizada através de reação da transcriptase reversa, seguida de reação em cadeia da polimerase (RT- qPCR), e do cálculo do foldreguation ((2^(- DeltaDeltaCt)) para  a comparação entre grupos. Teste de Tukey e um nível de significância p<0,05 foram adotados e a análise de dados foi realizada usando o software SAS (versão 9.0). No tratamento de monócitos ambas as cepas probióticas aumentaram os níveis de citocinas TNF-α e CXCL-8 no sobrenadante em comparação ao controle de células não desafiadas (p <0,05), mas para IL-1Β e IL-6 esse efeito foi observado apenas para LA- 5 (p <0,05).Valores de Foldregulation para os seguintes genes para LA-5 e LR-32 foram respectivamente: IL-12B (431,94 e 33,30), IL-1Β (76,73 e 17,14), TNF-α (94,63 e 2,49), CXCL-8 (89,59 e 4,18) e TLR2 (49,68 e 3,40). Da mesma forma, a maioria dos outros genes avaliados apresentou maior expressão para LA-5 em comparação com LR-32 (p <0,05).No ensaio com as DC, LPS levou a uma maior regulação positiva de 29 genes em comparação com os grupos onde os probióticos foram adicionados ao LPS, incluindo genes relacionados à resposta inflamatória como BIRC3, CASP1, CCL5, CXCL1, IL12B, IL18, MYD88, NLRP3, RIPK1 e TIRAP. Da mesma forma, LPS aumentou a transcrição de genes envolvidos com apoptose celular, como CARD6, CASP1, IRF5, MAP2K1, MAP2K4, MAPK1, MYD88, NLRP3, RIPK2, TNF, TNFRSF1A e XIAP quando comparados aos grupos probióticos (p <0,05). Embora os probióticos diminuiram vários genes regulados positivamente pelo LPS, a transcrição das citocinas codificadas IL12A, IL12B, IL-1Β, IL6, CXCL-8, TNF foi mantida regulada positivamente pelos probióticos, exceto pela IL18, que foi regulada negativamente por LA-5. LA-5 levou a uma maior transcrição de IL-1Β, IL6 e CXCL-8 que foi seguida pela secreção dessas proteínas deterrminada por ELISA. Assim, concluímos que os probióticos analisados foram capazes de promover imunomodulação de monócitos de diferentes formas, de acordo com a cepa utilizada e que em células dendridica satenuaram a transcrição de genes inflamatórios e de resposta imune causados por LPS.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1960448 - GLAUBER CAMPOS VALE
Interno - 913.010.843-87 - PATRICK VERAS QUELEMES - UFPI
Externo ao Programa - 1458815 - JOSIE HAYDEE LIMA FERREIRA PARANAGUA
Externo à Instituição - DANIELA MOURA PARENTE FERRER DE ALMEIDA - FSA
Notícia cadastrada em: 23/06/2020 11:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 27/09/2022 09:20