Notícias

Banca de DEFESA: KAREN NEISMAN RODRIGUEZ AYALA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KAREN NEISMAN RODRIGUEZ AYALA
DATA: 30/08/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Defesa remota pelo Google Meet (Teresina- Piauí)
TÍTULO: Progressão da esteatose hepática na periodontite induzida por ligadura em diferentes intervalos de tempo
PALAVRAS-CHAVES: Doença hepática gordurosa não alcoólica; estresse oxidativo; Fígado gorduroso; Inflamação; Periodontite; Ratos Wistar.
PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

Introdução: A periodontite é uma doença imunoinflamatória caracterizada pela lesão periodontal. Está associada com a manifestação de doenças sistêmicas, incluindo alterações do fígado. O objetivo deste trabalho é avaliar a progressão da esteatose hepatica induzida pela periodontite em diferentes intervalos de tempo (10 a 80 dias).

Métodos: Quarenta ratos Wistar (Rattus novergicus) foram divididos em cinco grupos de oito: Grupo controle e grupos periodontite P-10, P-20, P-40 e P-80 (dias com indução de periodontite com ligadura), seguindo as normas éticas estabelecidas. Foram avaliados parâmetros periodontais (índice de sangramento gengival (ISG), profundidade da bolsa periodontal (PBP), altura óssea alveolar (AOA), mobilidade dentária (MD) e atividade da mieloperoxidase (MPO)). Assim como parâmetros hepáticos histopatológicos, parâmetros bioquímicos como o malondiandeído (MDA), glutationa (GSH) e parâmetros sorológicos sanguíneos como o alanino aminotransferase (ALT), aspartato aminotransferase (AST), glicose, proteína total e colesterol, junto com o peso total do corpo e do fígado. A análise estatística foi considerada significativa quando o valor de p <0,05.

Resultados: Foi observável o desenvolvimento gradual significativo (p< 0,05) da periodontite nos diferentes intervalos de tempo, e a capacidade desta para induzir a progressão da esteatose hepatica, manifestando diferentes alterações observadas mediante a analise histopatológica, bioquímica e sorológica sanguínea, produto da inflamação e o estresse oxidativo.

Conclusões: A periodontite foi suficiente para induzir a progressão da esteatose hepatica observada num período de tempo de 10 a 80 dias.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1668358 - ANDRE LUIS MENEZES CARVALHO
Presidente - 1750086 - DANIEL FERNANDO PEREIRA VASCONCELOS
Externo à Instituição - FELIPE RODOLFO PEREIRA DA SILVA - UFAM
Interno - 913.010.843-87 - PATRICK VERAS QUELEMES - UFPI
Notícia cadastrada em: 06/08/2021 17:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 27/09/2022 08:16