Notícias

Banca de DEFESA: ÂNGELA MARIA CARDOSO DOS ANJOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ÂNGELA MARIA CARDOSO DOS ANJOS
DATA: 29/03/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma Zoom
TÍTULO: GENÉTICA E EXPERIÊNCIA DE CÁRIE DENTÁRIA: REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE DE ESTUDOS COM GÊMEOS
PALAVRAS-CHAVES: Cárie dentária. Gêmeos. Genética.
PÁGINAS: 67
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

Introdução: A cárie dentária é uma doença biofilme-açúcar dependente determinada por múltiplos fatores, porém existem discordâncias na literatura sobre influência genética em seu desenvolvimento. Objetivo: Esta revisão sistemática e metánalise objetivaram avaliar a concordância da experiência de cárie dentária entre gêmeos monozigóticos (MZ) e dizigóticos (DZ). Métodos: A pesquisa foi realizada por dois revisores em seis bases de dados: Embase, PubMed, Scopus, Web of Science, Google Acadêmico® e Opengray. O software EndNote Web® foi utilizado para remoção de artigos duplicados e gerenciar as referências. A seleção dos artigos iniciou pela leitura de títulos e resumos e, posteriormente, texto na íntegra. Um terceiro revisor avaliou as discordâncias. A extração de dados foi realizada utilizando planilha Excel®. Quaisquer estudos observacionais, que avaliaram cárie dentária em gêmeos MZ e DZ dentados, foram incluídos. O risco de viés foi analisado utilizando-se JBI Critical Appraisal Checklist for Analytical Cross Sectional Studies. Metanálises foram realizadas avaliando a concordância de experiência de cárie dentária e índice CPO entre os pares de gêmeos (p<0,05). Resultados: Dezenove estudos foram incluídos, e seis, em pelo menos uma metanálise. Foi observada associação entre genética e o desenvolvimento da doença na maioria dos estudos. A maioria dos estudos (47,4%) apresentou moderado risco de viés. A metanálise que avaliou a concordância de experiência de cárie dentária, incluindo as dentições decídua e permanente, demonstrou maior chance de concordância de cárie dentária em gêmeos MZ (OR: 5,94; IC 95%: 2,00–17,57). Os estudos apresentaram heterogeneidade moderada (I2: 53%). Entretanto, não houve diferença entre os grupos de gêmeos MZ e DZ na análise comparando concordância de CPO (OR: 2,86; IC95%: 0,25– 32,79). Conclusão: Foi observada maior concordância de experiência de cárie dentária em gêmeos MZ que em DZ.

Palavras Chave: Cárie dentária. Gêmeos. Genética.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANELISE FERNANDES MONTAGNER - UFPel
Interno - 423338 - LUCIA DE FATIMA ALMEIDA DE DEUS MOURA
Presidente - 1301059 - MARCOELI SILVA DE MOURA
Externo à Instituição - TATHIANE LARISSA LENZI - UFRGS
Notícia cadastrada em: 16/03/2022 10:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 27/09/2022 09:16