Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BRENNA GALTIERREZ FORTES PESSOA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRENNA GALTIERREZ FORTES PESSOA
DATA: 06/09/2021
HORA: 16:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: FEMINICÍDIO, INTERSECCIONALIDADE E POLÍTICAS PÚBLICAS
PALAVRAS-CHAVES: Feminicídio. Interseccionalidade. Políticas Públicas.
PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Serviço Social
RESUMO:

O feminicídio é um crime de gênero com motivação misógina, que significa o ódio ao ser feminino, ou seja, mulheres são assassinadas simplesmente por serem mulheres, não tendo outra razão para tal. Além disso, na literatura criminal e nas pesquisas quali-quantitativas
acerca do tema, o cenário definido para o seu acometimento é o ambiente doméstico, com cerca de 65,6% dos assassinatos de mulheres realizados em domicílio. Em razão disso, o
crime ganha status de violência doméstica, este que é cometido em 95% por aqueles que figuram como ser masculino em suas vidas podendo ter relações consanguíneas ou não.
Todavia, é necessário dizer que as definições experienciais do crime variam a depender do contexto sócio-histórico-cultural. E, em razão disso, para além da criminologia, o crime ganhará ares políticos ao se unir com o conceito interseccional. Logo, esta pesquisa possui como objetivo geral analisar, a partir da interseccionalidade, como a cultura de gênero
reverbera sobre a investigação e a nomeação do crime de feminicídio em inquéritos no setor especializado no Estado do Piauí. Trata-se de um estudo do tipo descritivo analítico com
abordagem qualitativa para delineamento da pesquisa. Com base no objetivo desta pesquisa, os participantes serão a delegada, o escrivão e o/a policial civil do setor do Núcleo de Feminicídio do Piauí. A técnica de captação de sujeitos será o uso de informantes-chave, que são indivíduos competentes, pois têm um notório conhecimento acerca do fenômeno, pois
lidam diretamente com ele, e que, portanto, podem conceder informações úteis para as pesquisadoras entenderem o que está acontecendo. O instrumento utilizado para realizar a
coleta será um roteiro semiestruturado, envolvendo perguntas objetivas e subjetivas, que tem como objetivo descrever o perfil dos participantes da pesquisa e obter a opinião dos entrevistados diante dos questionamentos, postos pela entrevistadora/pesquisadora, auxiliada também pela técnica de observação participante, bem como será analisado os inquéritos policiais de 2016 a 2021. Esta pesquisa contribuirá para gerar informação sobre uma política pública recente que é o feminicídio (Lei 13.104/ 2015), com o objetivo de estimular a redução dessa forma de crime, principalmente entre as mulheres negras, que são mortas em 68% dos casos em um universo total de mulheres vítimas, conforme o Atlas da Violência de 2020.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 021.722.997-23 - ELAINE FERREIRA DO NASCIMENTO - UFPI
Interno - 2259811 - ROSILENE MARQUES SOBRINHO DE FRANÇA
Notícia cadastrada em: 27/08/2021 11:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 21/04/2024 21:08