Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TULYANA COUTINHO BENTO PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TULYANA COUTINHO BENTO PEREIRA
DATA: 13/11/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO E DOS EFEITOS DA POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ – CAMPUS PICOS, FLORIANO E PARNAÍBA, TENDO COMO FOCO A ANÁLISE DO PNAES E DO PAEVS E SUA REPERCUSSÃO NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL NESSES CAMPIS.
PALAVRAS-CHAVES: Avaliação de Política Pública. Evasão. Assistência Estudantil. Vulnerabilidade Social. Educação profissional.
PÁGINAS: 152
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Serviço Social
RESUMO:

Este trabalho versa sobre a avaliação de implementação da política de assistência estudantil do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Tem por objetivo, avaliar a Política de Assistência Estudantil do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (POLAE/IFPI), enfocando o processo de implementação do Programa de Atendimento ao Estudante em Vulnerabilidade Social (PAEVS) frente aos problemas de evasão dos beneficiados por esse programa, estudantes da educação profissional técnica de nível médio do IFPI, Campus Teresina Central e Floriano. Para isso, utilizou-se a abordagem qualitativa, através de pesquisa bibliográfica sobre a temática de avaliação de implementação, evasão na educação profissional, assistência estudantil e permanência escolar; pesquisa documental consubstanciada mediante a utilização de fontes, tais como, legislação e normas do IFPI e documentos do MEC; e pesquisa de campo ocorrida nos campi Teresina Central e Floriano do IFPI, envolvendoa aplicação de um questionário com perguntas abertas e fechadas por meio da ferramenta Google Forms, enviado ao grupo de whatsapp constituído com os sujeitos da pesquisa: os professores, técnicos (membros da CAE) e Coordenadora/Presidente da Comissão de Assistência Estudantil (CAE) dos campi investigados. Foi realizada também a aplicação de um roteiro de entrevista semiestruturado com a Diretora de Assistência Estudantil do IFPI. A pesquisa contou com perguntas referentes as concepções da assistência estudantil e o trabalho dos sujeitos na implementação da POLAE e PAEVS no IFPI, a concepção de evasão, as principais dificuldades enfrentadas pelos estudantes em relação à sua permanência escolar bem como as ações de enfrentamento da evasão desenvolvidas pelo IFPI e as ações do PAEVS de combate à essa problemática no IFPI – Campus Teresina Central e Floriano, na visão dos sujeitos investigados. Após a apreensão dos dados, as respostas das perguntas abertas e entrevista foram analisadas e submetidas à técnica de “análise cruzada” proposta por Thompson (1992). Conclui-se que é importante o fornecimento das condições institucionais necessárias para o atendimento dos objetivos da POLAE e, especificamente do PAEVS, de redução das taxas de evasão dos estudantes bolsistas e do conjunto de estudantes da educação profissional do IFPI, através da ampliação do orçamento da assistência estudantil e da equipe multiprofissional que trabalha com a assistência estudantil, além da necessidade de maior articulação da comissão de AE e também dos demais servidores da equipe multiprofissional do Campus no desenvolvimento de ações socioeducativas coletivas de temáticas relacionadas às questões sociais que afetam os adolescentes e jovens estudantes do IFPI, bem como a consolidação do Plano Estratégico de Permanência e Êxito dos estudantes de modo a desenvolver ações efetivas e sistemáticas voltadas ao enfretamento da evasão escolar nos campi da instituição. Portanto, ressalta-se que os auxílios são importantes para a ampliação do acesso e permanência dos estudantes da educação profissional, mas não são capazes por si sós, de romper com a desigualdade social entre os grupos de estudantes presentes na escola. É necessário repensar o tipo de política de assistência estudantil no contexto da política social brasileira e a nível local e desenvolver estratégias e ações, para além da concessão dos benefícios, para garantir a permanência estudantil e êxito do conjunto de estudantes da educação profissional.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 066.332.183-20 - MARIA DALVA MACEDO FERREIRA - UFPI
Presidente - 423416 - MARIA DO ROSARIO DE FATIMA E SILVA
Notícia cadastrada em: 08/11/2023 09:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 14/04/2024 10:19