Notícias

Banca de DEFESA: ANDREIA KARLA DE CARVALHO BARBOSA CAVALCANTE

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDREIA KARLA DE CARVALHO BARBOSA CAVALCANTE
DATA: 30/01/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA CULTURA DE SEGURANÇA EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA: UM ESTUDO LONGITUDINAL
PALAVRAS-CHAVES: Segurança do Paciente; Cultura Organizacional; Avaliação em Saúde; Unidade de Terapia Intensiva; Enfermagem
PÁGINAS: 195
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: A cultura de segurança proporciona o aprendizado organizacional desde incidentes, notificação de erros e resolução dos problemas relacionados à segurança do paciente, mediada pelos núcleos de segurança do paciente. Objetivo: Comparar a cultura de segurança em Unidades de Terapia Intensiva, na perspectiva dos profissionais de saúde, antes e depois da implantação do núcleo de segurança. Método: Estudo multimétodos, desenvolvido em três etapas: 1 - Revisão integrativa com busca e seleção nas bases CINAHL, Web of Science, MEDLINE, LILACS e IBECS com amostra de 13 artigos que analisaram as contribuições das tecnologias digitais para a segurança do paciente no contexto hospitalar; 2 - Estudo transversal, analítico, tendo 320 participantes em 2016, por meio do Hospital Survey on Patient Safety Culture, faz parte da dissertação da Pós-graduação em Enfermagem da UFPI intitulada “Avaliação da Cultura de segurança em hospital de ensino”. 3 - Pesquisa analítica, delineamento longitudinal desenvolvida com 66 profissionais cinco anos depois, com nova coleta de dados na mesma instituição e com o mesmo instrumento, envolvendo exclusivamente os participantes das UTIs do estudo anterior, considerando a nova realidade da criação dos núcleos e a pandemia de COVID-19. Para comparar a cultura de segurança nos dois períodos, foi aplicado o Teste ANOVA de duas vias (Two-way ANOVA) nas amostras que atenderam ao pressuposto de normalidade, ou o Teste de Friedman, quando violaram os pressupostos de normalidade. Pesquisa aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí. Resultados: A revisão evidenciou que as contribuições das tecnologias digitais são expressivas na literatura internacional, resultando na comunicação adequada, gerenciamento de riscos, redução de custos e tempo de atendimento, prática de medicação segura e registro de eventos adversos. No Brasil, os softwares, smartphone e/ou suporte telefônico ainda são limitados, demonstrando necessidade de tecnologias válidas, de fácil acesso e ampla disponibilidade. Nas etapas dois e três do estudo predominou o sexo feminino, tempo de trabalho e na unidade com 21 anos ou mais, carga horária semanal de 20 a 39 horas, maioria técnicos de enfermagem, com interação ao paciente, tempo de trabalho na especialização de 16 anos ou mais, prevalecendo a pós-graduação. Quanto as dimensões do instrumento, manteve-se moderadas nos períodos, a mais próxima da área de melhoria em 2016 “Expectativas e ações do supervisor” e “Trabalho em equipe na unidade”, em 2021, “Trabalho em equipe na unidade” e “Aprendizado Organizacional”. A nota de segurança do paciente, permaneceu regular e, houve um aumento na subnotificação de eventos mesmo após a implantação do núcleo. O índice de cultura de segurança nas etapas, destacou que as dimensões com diferenças estatísticas significativas foram: "Resposta não punitiva ao erro", "Abertura da comunicação" e "Expectativas e ações que promovam SP". O Alfa de Cronbach do instrumento variou em 2016 de 0,799 a 0,855 e em 2021 de 0, 828 a 0,874. Conclusão: Para ter cultura de segurança é necessário fundamentar estratégia e ações que priorize a promoção e a prevenção de segurança do paciente entre gestores e profissionais de saúde aliado as tecnologias no serviço.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2334938 - ANA MARIA RIBEIRO DOS SANTOS
Interno - 1350197 - FERNANDA VALERIA SILVA DANTAS AVELINO
Presidente - 7422147 - LIDYA TOLSTENKO NOGUEIRA
Interno - 1551620 - MARIA ZELIA DE ARAUJO MADEIRA
Externo à Instituição - RHANNA EMANUELA FONTENELE LIMA DE CARVALHO - UECE
Interno - 1167764 - TELMA MARIA EVANGELISTA DE ARAUJO
Externo à Instituição - ÁLVARO FRANCISCO LOPES DE SOUSA - IHMT
Notícia cadastrada em: 16/01/2023 09:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 28/05/2024 00:43