• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 22:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELAINE CARININY LOPES DA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELAINE CARININY LOPES DA COSTA
DATA: 27/05/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Sala de Reunião PPGEnf
TÍTULO:

PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E PECULIARIDADES DE CRIANÇAS COM ESTOMIAS 


PALAVRAS-CHAVES:

Estomia; Saúde da criança; Enfermagem; Perfil.


PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

A confecção de um estoma em criança constitui uma medida terapêutica cirúrgica, de caráter provisório ou definitivo, para muitas doenças ou situações clínicas agudas ou crônicas. É uma situação que pode gerar alterações biopsicossociais, o que resulta na necessidade de cuidados à criança bem como aos pais, familiares e aos cuidadores. As causas de estomias em crianças decorrem principalmente da má formação congênita, obstruções intestinais e lesões decorrentes de trauma. No lactente, têm- se como causa a enterocolite necrosante, o ânus imperfurado e a Doença de Hirschsprung; nas crianças maiores são as doenças inflamatórias intestinais e as ureterostomias na correção de defeitos na bexiga e da porção distal dos ureteres. O objetivo deste estudo foi caracterizar o perfil sociodemográfico, clínico e peculiaridades de crianças com estomias atendidos em um hospital público de referência na assistência à saúde da criança e adolescente. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa, realizado no Hospital Infantil Lucídio Portela, em Teresina PI. Foi realizada a entrevista com os pais de 55 crianças/adolescentes atendidas no referido hospital entre os meses de julho a outubro de 2015. Utilizou-se o programa Statitical Package for the Social Science versão 20.0 para análise estatística e testes para verificar associação entre as variáveis. O projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal do Piauí, CAAE 43037514.8.0000.5214. Os resultados evidenciaram que houve predomínio do sexo masculino (60%), cor parda (58,2%), sendo a média de idade de 4,1 anos, procedentes do interior do Piauí (58,2%). A maioria das crianças e adolescentes não frequentava a escola (81,8%), em relação à renda familiar a maioria recebia entre 1 a 2 salários mínimos (47,3%) e moravam em casa própria (80%). Quanto às causas básicas para a confecção do estoma predominou as malformações congênitas (69,1%) seguida da paralisia cerebral (20%) e o diagnóstico médico de anomalia anorretal (32,3%). Em relação ao sistema orgânico, o gastrintestinal foi o mais acometido (68%) e a colostomia (40,7%) foi a mais frequente das estomias seguido da gastrostomia (21,8%), houve predomínio de estomas temporários (43,6%). Quanto às características morfológicas do estoma, a maioria era de coloração vermelho-vivo (58,2%) e protruso (49,1%) Evidenciou-se neste estudo o predomínio de crianças e adolescentes portadoras de estomas de eliminação que não utilizavam o equipamento coletor (79,4%). Em relação às complicações do estoma, a saída acidental da sonda da gastrostomia foi a mais comum (50%) seguida do sangramento do estoma (37,5%), a complicação da pele periestoma mais comum foi a hiperemia (92,3%). Em (89,2%) dos sujeitos, a mãe foi a cuidadora principal e a maioria dos pais (81,8%) foi orientado pela equipe de saúde em relação aos cuidados com o estoma. A realização dessa pesquisa poderá contribuir para o replanejamento da assistência de enfermagem, bem como na reestruturação do serviço de saúde a fim de atender a essa clientela, segunda as necessidades de cada criança e adolescente. Pode-se perceber a escassez de estudos locais e nacionais que contemplem a temática em crianças e adolescentes, dessa forma, sugere-se a realização de mais estudos abordando o tema.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1792859 - ELAINE MARIA LEITE RANGEL ANDRADE
Presidente - 6422249 - MARIA HELENA BARROS ARAUJO LUZ
Externo à Instituição - PAULA CRISTINA NOGUEIRA - USP
Interno - 1167659 - SILVANA SANTIAGO DA ROCHA
Notícia cadastrada em: 23/05/2016 09:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 22:33