Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: KARLA VIVIANNE ARAUJO FEITOSA CAVALCANTE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KARLA VIVIANNE ARAUJO FEITOSA CAVALCANTE
DATA: 25/10/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: CONHECIMENTO E REAÇÃO A INTERFACE GRÁFICA DE ENFERMEIROS DA ATENÇÃO BÁSICA A UMA INTERVENÇÃO EDUCATIVA ONLINE SOBRE ESTOMIAS INTESTINAIS DE ELIMINAÇÃO
PALAVRAS-CHAVES: Educação a distância; Educação continuada; Interface gráfica; Estomia; Enfermagem.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Estudos que investigaram o conhecimento de enfermeiros da atenção básica e de outros cenários sobre estomias intestinais de eliminação encontraram resultados insuficientes. Enquanto, outro que utilizou intervenção educativa online sobre o mesmo assunto verificou melhora significativa no conhecimento de enfermeiros da atenção básica, mas não verificou a reação deles à interface gráfica da intervenção. Portanto, este estudo teve como objetivo avaliar o conhecimento e a reação a interface gráfica de enfermeiros da atenção básica a uma intervenção educativa online sobre estomas intestinais de eliminação. Trata-se de estudo quase experimental, do tipo grupo único, antes e depois, realizado na Estratégia Saúde da Família (ESF) nas Regionais Leste/Sudeste e Sul de Teresina, no período de março a junho de 2016, após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa. A população foi composta por 192 enfermeiros da Atenção Básica. Destes, 141 foram excluídos e fizeram parte da amostra 51 enfermeiros. Dos 51 enfermeiros que responderam o pré-teste, 3 (5,9%) evadiram após responder o pré-teste. Logo, participaram efetivamente da educação permanente online 48 enfermeiros. Estatísticas descritivas foram utilizadas para análise exploratória das variáveis sociodemográficas, uso do computador e da Internet, perfil de acesso e conhecimento dos enfermeiros sobre estomias intestinais de eliminação antes e após a intervenção educativa online. Para comparar os escores de acertos no pré e pós-teste foi utilizado o Teste de Wilcoxon e o nível de significância adotado foi de α=0,05. A maioria dos enfermeiros era do sexo feminino 41 (85,4%), casada 28 (58,3%), com idade média de 40,5 anos (dp=11,12). A distribuição dos enfermeiros quanto a formação em Instituições públicas ou privadas foi igualitária, 24 (50,0%) se formaram em instituições públicas e 24 (50,0%) em instituições privadas. Do total, 41 (85,4%) eram especialistas e 4 (8,3%) possuíam Mestrado. A média do tempo de formação foi de 14,4 anos (dp=10,61).  Todos os enfermeiros (100%) possuíam computador e tinham acesso à Internet. A maioria 32 (66,7%) utilizava o computador diariamente e em casa 39 (81,3%). Em relação ao acesso à Internet, 39 (81,3%) relaram uso diário e de casa 43 (89,6%). A média de acesso aos fóruns por enfermeiro foi de 2,1 e a dos exercícios de fixação do conteúdo Hot Potatoes do tipo palavra cruzada foi de 3,5 acessos. Do total de participantes, 21,6 (44,5%) responderam aos fóruns, sendo que o dia da semana mais utilizado para isto pela maioria 8 (36,8%) foi o domingo e o horário médio de postagem foi o de 16:07 horas. Dos enfermeiros, 37,7 (78,6%) responderam aos exercícios de fixação do conteúdo Hot Potatoes do tipo palavra cruzada, sendo que 15,5 (40,9 %) fizeram isso também no domingo, em média às 14:42 horas. E de todos, apenas 11 (21,95%) participaram dos chats. Na avaliação do conhecimento dos enfermeiros verificou-se que apenas 9 (18,8%) obtiveram acertos superiores a 80% no pré-teste e 46 (95,8%) no pós-teste. Com relação aos domínios, todos apresentaram aumento no número de acertos superiores a 80% no pós-teste. Houve diferença estatisticamente significante no conhecimento sobre estomas intestinais de eliminação após educação permanente online (P=0,000).


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2334938 - ANA MARIA RIBEIRO DOS SANTOS
Presidente - 1792859 - ELAINE MARIA LEITE RANGEL ANDRADE
Interno - 2335983 - MARCIA TELES DE OLIVEIRA GOUVEIA
Externo à Instituição - SIMONE DE GODOY - USP
Notícia cadastrada em: 13/10/2016 11:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 06/10/2022 01:56