Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GIRLENE RIBEIRO DA COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GIRLENE RIBEIRO DA COSTA
DATA: 14/02/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reunião PPGEnf
TÍTULO: BEM-ESTAR E A PRESENÇA DE ALTERAÇÕES DE SAÚDE NA COMUNIDADE DOCENTE UNIVERSITÁRIA
PALAVRAS-CHAVES: Bem-estar; Docentes; Qualidade de vida; Saúde do Trabalhador; Enfermagem.
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

OBJETIVOS: Avaliar o bem-estar na comunidade docente universitária na ótica da promoção da saúde, caracterizando o perfil sócio demográfico; Relacionar o bem-estar e as alterações de saúde com as variáveis sociodemográficas. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo, transversal, sendo este um recorte da pesquisa multicêntrica intitulada “Bem-Estar e Alterações de Saúde no Ambiente de Trabalho da Universidade na Ótica da Promoção da Saúde”. O universo do estudo foi composto por 35 docentes e a amostra final foi de 32 docentes do Departamento de Enfermagem de Universidade Pública, por amostragem não probabilística do tipo intencional. Utilizou-se instrumento de Caracterização sócio demográfica e profissional dos docentes para avaliação de alterações de saúde e seu tratamento e a Escala de Bem-Estar no Trabalho. RESULTADOS: 93,8% eram mulheres, 78,1% casadas, com prevalência 31,2% na faixa etária entre 28 a 37 anos, possuem dois ou mais filhos (59,4%), carga horária de trabalho semanal de 40h (84,4%), as alterações de saúde mais frequentes: cansaço físico e/ou mental (71,9%), estresse (46,9%), tensão (43,8%), falta de disposição para prática de exercícios (43,8%), irritação nos olhos, gargantas e narina (43,8%), ansiedade (40,6%), insônia/dificuldade de conciliar o sono (40,6%). Ao analisar as variáveis do afeto positivo, dentre as respostas os profissionais docentes expressaram “moderadamente” o que senti/sentiam nos últimos seis meses, prevalecendo: Alegre (50,0%), Contente (50,0%). Nas variáveis de afeto negativo prevaleceram com “nem um pouco”: deprimido (81,3%); nervoso (75,0%). As com “um pouco” foi; Irritado (50,0%); chateado (50,0%); preocupado (50,0%), a variável “Ansioso” ficou igualitário entre nenhum pouco (34,4%) e um pouco (34,4%), dentre outras. Na análise da Escala (parte 2) correspondente ao seu trabalho (realização no trabalho), concordam totalmente: realizo o meu potencial (43,8%); desenvolvo habilidades que considero importantes (56,2%); realizo atividades que expressam minhas capacidades (50,0%), dentre outras. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1792859 - ELAINE MARIA LEITE RANGEL ANDRADE
Interno - 2221112 - MARCIA ASTRES FERNANDES
Presidente - 2335983 - MARCIA TELES DE OLIVEIRA GOUVEIA
Externo à Instituição - MARIA LÚCIA DO CARMO CRUZ ROBAZZI - USP
Notícia cadastrada em: 17/01/2017 11:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 08:06