Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA LIVIA CASTELO BRANCO DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA LIVIA CASTELO BRANCO DE OLIVEIRA
DATA: 07/02/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Sala de Reunião PPGEnf
TÍTULO: TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL DO CUESTIONARIO PARA DETECCIÓN DEL SÍNDROME DEL EDIFÍCIO ENFERMO PARA TRABALHADORES DE SAÚDE BRASILEIROS
PALAVRAS-CHAVES: Síndrome do Edifício Doente. Saúde do Trabalhador. Estudos de Validação. Enfermagem.
PÁGINAS: 143
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

A mensuração de fenômenos em Saúde possui implicação na detecção precoce de agravos. Neste sentido, a carência de instrumentos direcionados a Saúde do Trabalhador no Brasil dificulta o avanço científico e provoca a possibilidade de internacionalização através do uso de materiais estrangeiros de mensuração de fenômenos. Assim, a mesma perspectiva pode ser estudada em  diferentes complexos culturais. No contexto do adoecimento do trabalhador de saúde figuram os fatores ambientais e relacionamentos interprofissionais, os quais quando mal aplicados trazem malefícios a saúde física e emocional do trabalhador. O Cuestionario Para Detección del Síndrome del Edifício Enfermo emerge como importante instrumento de coleta das informações sobre as queixas levantadas pelos ocupantes de edifícios patógenos procurando a definição precisa destas, assim como a sua magnitude e distribuição. Logo, o objetivo deste estudo foi traduzir, adaptar transculturalmente e validar de face o Cuestionario para Detección del Síndrome del Edifício Enfermo para o contexto de trabalhadores de saúde brasileiros. Realizou-se um estudo metodológico, transversal e quantitativo, a partir do consentimento da autora do questionário na versão original. O instrumento em questão foi submetido as etapas de adaptação transcultural a partir da metodologia proposta por Beaton e colaboradores (2007), com inclusão de uma contribuição de Pascoali  et al. (2010) sendo 2 traduções iniciais independentes, 1 síntese das traduções, 2 retrotraduções independentes, comitê de especialistas e pré-teste realizado com 40 trabalhadores de saúde de um edifício referência hospitalar. Os trabalhadores  foram convidados a responderem um formulário de coleta de dados sociodemográficos, de caracterização, conhecimento sobre o tema e validação de face do questionário, elaborado pelas autoras. Após a modificação de itens e substituição de termos, bem como a validação de face do instrumento, foi obtida uma versão adaptada. Pode-se concluir que após a adaptação transcultural para o português do  Brasil e validação de face, o questionário em questão poderá ser utilizado na realidade dos trabalhadores de saúde brasileiros.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2334938 - ANA MARIA RIBEIRO DOS SANTOS
Externo à Instituição - FERNANDA LUDMILLA ROSSI ROCHA - USP
Presidente - 2221112 - MARCIA ASTRES FERNANDES
Interno - 2335983 - MARCIA TELES DE OLIVEIRA GOUVEIA
Notícia cadastrada em: 18/01/2017 11:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 08:07