Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: POLYANA NORBERTA MENDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: POLYANA NORBERTA MENDES
DATA: 01/12/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: SOBRECARGA FÍSICA, EMOCIONAL E SOCIAL DOS CUIDADORES INFORMAIS DE IDOSOS ACAMADOS NO DOMICÍLIO
PALAVRAS-CHAVES: Idoso. Cuidadores. Enfermagem Gerontológica.
PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: A sobrecarga de cuidar de um idoso dependente é uma séria questão biopsicossocial devido ao aumento da expectativa de vida, da prevalência das doenças crônicas e incapacitantes e da necessidade de cuidados prolongados. Objetivo: Analisar a sobrecarga física, emocional e social de cuidadores informais de idosos acamados no domicílio assistidos pela Estratégia Saúde da Família. Metodologia: Estudo do tipo analítico e de delineamento transversal, desenvolvido com 208 cuidadores informais. A coleta de dados ocorreu no período de fevereiro a julho de 2017, por meio da aplicação do roteiro de caracterização do idoso e do seu cuidador; do Índex de Katz e do Questionário de Avaliação da Sobrecarga do Cuidador Informal (QASCI). Para análise utilizou-se o software Statistical Package for the Social Science, versão 20.0. Foram realizadas estatísticas descritivas (medidas de tendência central) e inferenciais (teste de Mann-Whitney e Kruskal-Wallis; teste de correlação de Spearman). O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade Federal do Piauí (UFPI) com o parecer nº 1.971.805. Resultados: A média total da sobrecarga dos cuidadores foi de 71,1 (±26,3). Na análise bivariada observou-se diferença estatisticamente significativa da sobrecarga e as variáveis: faixa etária e sexo do idoso; número de pessoas que residem com o maior acamado; possuir ou não um único cuidador; grau de parentesco com o idoso; e em todas as variáveis clínicas do cuidador. O teste de correlação de Sperman apontou uma correlação positiva entre a sobrecarga e as horas do dia dedicadas ao cuidado. O que implica dizer que quanto maior a quantidade de horas do seu dia é dedicada às atividades com o idoso, maior a sobrecarga do cuidador informal. Conclusão: A sobrecarga foi maior para os que cuidavam de idosos do sexo masculino e com idade menor que 80 anos, que residiam com menos de quatro pessoas no domicílio e para aqueles que eram o único cuidador. Maior também, para os cônjuges, e para aqueles que apresentavam comorbidades, dores relacionadas à atividade desempenhada e para os que consideraram sua saúde regular. Aponta-se a necessidade de políticas públicas de saúde mais eficazes que garantam suporte ao binômio idoso/cuidador e minimizem o impacto dos fatores que levam a sobrecarga do cuidador. Bem como, a qualificação profissional, em especial do Enfermeiro na atenção básica, para o desenvolvimento de um cuidado holístico e humanístico do núcleo família, com vista ao processo de envelhecimento ativo do cuidador.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2334938 - ANA MARIA RIBEIRO DOS SANTOS
Interno - 2221112 - MARCIA ASTRES FERNANDES
Presidente - 423632 - MARIA DO LIVRAMENTO FORTES FIGUEIREDO
Externo à Instituição - ROSANA APARECIDA SPADOTI DANTAS - USP
Notícia cadastrada em: 13/11/2017 08:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 22:05