Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA DE JESUS LOPES MOUSINHO NEIVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DE JESUS LOPES MOUSINHO NEIVA
DATA: 18/04/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de reuniões do Departamento de Enfermagem
TÍTULO:

 

TRAJETÓRIA HISTÓRICA DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO PIAUÍ 1975 A 1993


PALAVRAS-CHAVES:

História da enfermagem, Sociedades de Enfermagem, Enfermagem.


PÁGINAS: 81
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
SUBÁREA: História da Enfermagem
RESUMO:

O presente estudo teve como objetivos descrever as circunstâncias históricas que antecederam e viabilizaram a criação do Conselho Regional de Enfermagem do Piauí e analisar o processo histórico de instituição da fiscalização do exercício profissional da enfermagem. Trata-se de uma pesquisa histórico-social, que tem como referência teórica os conceitos de história e memória na perspectiva de Le Goff (2003), e de história oral de acordo com Merhy; Holanda (2011), em sua vertente híbrido-temática. Utilizou-se fontes orais, que foram os depoimentos das colaboradoras do estudo, constituídas de oito enfermeiras e uma auxiliar de enfermagem, membros do COREN-PI no período temporal delimitado no estudo (1975-1993). Empregou-se também fontes escritas e iconográficas, como atas, resoluções, decisões, relatórios, jornais e fotografias, e fontes secundárias, constituídas de artigos e livros, bem como a legislação sobre o tema. Com a promulgação da Lei 5.905/1973, iniciou-se a implantação dos Conselhos Regionais nos estados, por meio do trabalho de Juntas Especiais, que no Piauí foi formada por enfermeiras vinculadas Associação Brasileira de Enfermagem - Seção Piauí, que trabalharam para a instalação do COREN-PI, em 1975. A partir de então, as enfermeiras que compuseram as primeiras gestões do COREN enfrentaram dificuldades, como a falta de recursos financeiros para organização da estrutura do conselho e o recrutamento dos profissionais para se inscreverem na instituição. No final da década de 1980 deu-se atenção à fiscalização do exercício profissional, que era a atividade primordial do Conselho, mas que só pôde ser implantada graças ao esforço das enfermeiras que se dedicaram a essa missão. As mudanças sociais, que ocorreram no período, com a criação do Curso de Enfermagem da UFPI e novas escolas para auxiliares de enfermagem, aumentaram o contingente de profissionais, tornando possível a implantação do processo de fiscalização do exercício profissional. Concluiu-se que o processo histórico de criação do Conselho Regional de Enfermagem foi permeado de lutas das enfermeiras, que já participavam da organização da Associação Brasileira de Enfermagem Secção Piauí, que uniram forças para viabilizar o processo de criação do conselho. A implantação efetiva do processo de fiscalização representou uma conquista e uma mudança para as categorias da enfermagem, no contexto histórico-social de saúde no estado, que com o passar do tempo privilegiou profissionais de enfermagem qualificados e devidamente inscritos no Conselho.

 


 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6422772 - BENEVINA MARIA VILAR TEIXEIRA NUNES
Interno - 6422171 - INEZ SAMPAIO NERY
Externo à Instituição - JOEL ROLIM MANCIA - UFSC
Notícia cadastrada em: 08/04/2013 08:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 05:53