Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ARMANO LENNON GOMES DE SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ARMANO LENNON GOMES DE SOUSA
DATA: 06/09/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: MAGNITUDE DOS EPISÓDIOS REACIONAIS EM PACIENTES ACOMETIDOS PELA HANSENÍASE EM MUNICÍPIO ENDEMICO
PALAVRAS-CHAVES: Hanseníase. Doenças Negligenciadas. Eritema Nodoso
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

INTRODUÇÃO: A hanseníase é uma doença infectocontagiosa que se manifesta principalmente por meio de sinais e sintomas dermatoneurológicos. Com a evolução da doença não tratada, surgem as lesões nos nervos, principalmente nos periféricos, que acabam acarretando incapacidades físicas e deformidades. Danos neurais podem ser acarretados pelos episódios reacionais que são responsáveis pela perda funcional de nervos periféricos e agravantes de incapacidades físicas, tratando-se de fenômenos imunológicos agudos sobrepostos à evolução crônica e insidiosa da hanseníase. OBJETIVO: Avaliar a magnitude dos episódios reacionais e sua associação com comprometimento neural em pessoas atingidas pela hanseníase em um município piauiense com alta endemicidade. MÉTODO: Trata-se de um estudo do tipo epidemiológico, transversal, analítico, desenvolvido no município de Picos, com 112 pacientes que desenvolveram episódio reacional de hanseníase no período de 2011 a 2014 e que realizaram tratamento no centro de referencia. A coleta de dados aconteceu em duas etapas, sendo a primeira constituída da busca dos casos de hanseníase notificados no período de 2001 a 2014, no SINAN. A segunda etapa, realizaram-se as entrevistas para levantamento dos dados sociodemográficos e clínicos. Os dados foram digitados no programa Microsoft Excel e depois exportados para o Software Statistical Package for the Social Sciences - SPSS for Windows (versão 20.0). As análises univariadas, por meio de estatísticas descritivas simples com distribuição de frequências absolutas, utilizadando-se o teste Qui-quadrado, com significância estatística fixada em p ≤ 0,05. RESULTADOS: A população do estudo foi composta por 112 participantes onde maioria eram homens e desenvolveram reação tipo 1 (68,66%), destes, 38 (71,70%) eram economicamente ativos quando apresentaram episódios reacionais e 38 (56,72%) se autodeclararam pardos. A prevalência dos episódios reacionais foi de 16%. Mais de 70% dos pacientes diagnosticados apresentaram a forma clínica dimorfa, sendo em sua maioria multibacilares 103 (91,96%). O Escore OMP foi avaliado e percebe-se que dos 58 homens que tiveram o escore avaliado, 26 pioraram sua avaliação, quando comparados os escores no diagnóstico e no momento da pesquisa. CONSLUSÃO: As reações hansênicas tem comumente um diagnóstico tardio, tendo como consequência as incapacidades físicas e lesões presentes. A informação e educação em saúde importantes intervenções para diminuir o número de incapacidades ocasionadas por essas reações.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FABRICIO IBIAPINA TAPETY - UNINOVAFAPI
Interno - 1167658 - MARIA ELIETE BATISTA MOURA
Presidente - 1167764 - TELMA MARIA EVANGELISTA DE ARAUJO
Externo ao Programa - 423325 - VIRIATO CAMPELO
Notícia cadastrada em: 04/09/2018 10:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 05:31