Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCA ALINE AMARAL DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCA ALINE AMARAL DA SILVA
DATA: 06/11/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: TRAJETÓRIA HISTÓRICA DO CURSO DE ENFERMAGEM DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: História da Enfermagem. Escolas de Enfermagem. Educação Superior. Enfermagem
PÁGINAS: 54
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

O curso de graduação em enfermagem, atualmente, é ofertado em quatro campi da Universidade Estadual do Piauí, no entanto entre os anos de 1998 a 2003, esse número expandiu-se para nove campi. A oferta ocorreu sem a devida estrutura para ofertar um curso superior da área da saúde e isso culminou com a transferência dos alunos para campi mais estruturados. A cidade de Teresina, capital do Piauí, contava com a Faculdade de Ciências Médicas (Centro de Ciências da Saúde) que já ofertava os cursos de Medicina, Psicologia e Fisioterapia recebeu alunos de três dos seis cursos campi sem estrutura. A vinda desses alunos favoreceu a criação do curso de graduação em enfermagem no Centro de Ciências da Saúde. Os objetivos do trabalho são: descrever os antecedentes históricos da criação do curso de enfermagem do campus Poeta Torquato Neto no Centro de Ciências da Saúde da Universidade Estadual do Piauí, compreender a mobilização para a transferência dos alunos dos municípios-polos para Teresina, discutir a criação do curso de Enfermagem no CCS da UESPI, analisar as estratégias de luta dos discentes, docentes e diretores do CCS para a implantação do curso de Enfermagem na UESPI, discutir os efeitos simbólicos advindos da inserção do curso de enfermagem no CCS. Trata-se de uma pesquisa social de caráter histórico, com suporte teórico nas contribuições do sociólogo Pierre Bourdieu e seus conceitos para analisar os achados da investigação. A produção dos dados foi embasada nos conceitos de Meiry que balizam as entrevistas e tiveram duração média de 50 minutos. Foram realizadas vinte entrevistas sendo: quatro coordenadores do curso de enfermagem, sete egressos do curso de enfermagem, dois diretores do Centro de Ciências da Saúde e sete docentes. As fontes consultadas foram além dos documentos produzidos a partir das entrevistas, atas de reunião de Conselho de Centro, memorandos, ofícios, leis e decretos que tratavam sobre o curso de enfermagem. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal do Piauí com o número de parecer 2.139.940. Os resultados foram agrupados em três categorias, sendo a primeira: Contexto sócio-político para criação do Curso de Enfermagem na Universidade Estadual do Piauí que trata de como a política neo-liberal que teve início nos anos de 1990 e a carência de enfermeiros no Estado para atender as necessidades da Estratégia em Saúde da Família favoreceram a expansão dos cursos de Enfermagem na instituição. O segundo capitulo: A expansão dos cursos de Enfermagem no estado do Piauí: desafios e lutas (2002-2008) versa sobre o crescimento da oferta dos cursos de enfermagem da Universidade Estadual do Piauí e as estratégias realizadas por discentes e instituição para concluir o processo de formação desses. O terceiro capitulo: Lutas e desafios para implantação da primeira turma de Enfermagem da Universidade Estadual do Piauí – 2008 a 2012 que analisa como estava estruturada a instituição para receber o alunado e as lutas simbólicas desenvolvidas por discentes e coordenadores durante o processo de formação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6422772 - BENEVINA MARIA VILAR TEIXEIRA NUNES
Interno - 2334938 - ANA MARIA RIBEIRO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 6422726 - MARIA DO AMPARO BORGES FERRO
Externo à Instituição - GIRLENE ALVES DA SILVA - UFJF
Notícia cadastrada em: 25/09/2018 08:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 02/10/2022 23:45