Notícias

Banca de DEFESA: KARINNA ALVES AMORIM DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KARINNA ALVES AMORIM DE SOUSA
DATA: 21/12/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: CONSTRUÇÃO, VALIDAÇÃO E EFEITO DE APLICATIVO MÓVEL NO CONHECIMENTO SOBRE HIV ENTRE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
PALAVRAS-CHAVES: Educação em Saúde. Tecnologia Educacional. Informática em Enfermagem. HIV. Promoção da Saúde
PÁGINAS: 98
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

O Brasil é o país mais afetado pela epidemia da Aids na América Latina, com um terço dos casos, apresentando maior crescimento entre jovens e adolescentes. Entre as populações prioritárias estão os estudantes universitários, que são predominantemente jovens. A população juvenil possui grande interesse em utilizar aplicativos móveis (apps), pois tem a possibilidade de conectar e acessar grande volume de dados e informações com mobilidade, flexibilidade e interação. A construção do conhecimento tem sido influenciada pelo uso da tecnologia, uma vez que esta exerce grande fascínio, sobretudo entre os jovens. Esta pesquisa tem como objetivo: desenvolver aplicativo móvel e analisar seu efeito no conhecimento de estudantes universitários sobre o HIV. Trata-se de estudo com dois subestudos: um metodológico e um de intervenção, randomizado, do tipo antes-depois. A coleta de dados será realizada no período de março a agosto de 2018, com uma amostra estratificada de 409 estudantes dos diferentes Centros de ensino da Universidade Federal do Piauí, nas seguintes etapas: 1 – Análise: levantamento das necessidades de informações sobre o HIV por meio de enquete; Randomização dos cursos e turmas para seleção dos estudantes; Aplicação do questionário “pré-intervenção” para avaliar conhecimento sobre o HIV; 2 – Design e desenvolvimento: construção e validação do aplicativo Educ@ids; 3 – Implementação: divulgação e orientações para o uso do aplicativo Educ@aids pelos estudantes universitários que compõem a amostra; 4 – Avaliação: levantamento da opinião dos participantes sobre o uso do aplicativo; aplicação do instrumento pós-intervenção para avaliar efeito do aplicativo no conhecimento sobre o HIV. A avaliação global do conhecimento sobre o HIV será definida com escores categorizados em três níveis ordenados de conhecimento: alto, médio e baixo. Será realizada uma análise descritiva das variáveis explicativas por meio de distribuição de frequência das variáveis categóricas e medidas de tendência central das variáveis contínuas. Os valores dos percentis 75 e 25 serão considerados como pontos de corte para o agrupamento da variável nas três categorias de conhecimento: Alto (>75), Médio (75-25) e Baixo (<25). Com o objetivo de avaliar se houve melhoria no conhecimento dos alunos sobre HIV após intervenção educativa, serão realizadas análises bivariadas e multivariadas. A comparação será realizada por meio do Teste de McNemar, ao nível de 0,05 de significância entre duas proporções com as amostras pareadas, quando será analisada a proporção de estudantes que melhoraram o conhecimento.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1792859 - ELAINE MARIA LEITE RANGEL ANDRADE
Externo ao Programa - 1888794 - JOSE WICTO PEREIRA BORGES
Interno - 7422147 - LIDYA TOLSTENKO NOGUEIRA
Interno - 1167658 - MARIA ELIETE BATISTA MOURA
Externo à Instituição - RENATA KARINA REIS - USP
Externo à Instituição - SIMONE DE GODOY - USP
Presidente - 1167764 - TELMA MARIA EVANGELISTA DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 30/11/2018 10:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 03:01