Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCA ALINE AMARAL DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCA ALINE AMARAL DA SILVA
DATA: 20/12/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório PPGEnf
TÍTULO: LUTAS SIMBÓLICAS DE DOCENTES E DISCENTES PARA CRIAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM
PALAVRAS-CHAVES: História da Enfermagem. Escolas de Enfermagem. Educação Superior. Enfermagem.
PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: Entre os anos de 2002 e 2008 discentes e docentes desenvolveram lutas simbólicas para criação e inserção do Curso de Bacharelado em Enfermagem no Centro de Ciências da Saúde da Universidade Estadual do Piauí. O resultado dessas lutas promoveu a aquisição de capital simbólico aos agentes sociais e consequente reconhecimento do curso. Objetivos: Os objetivos do trabalho são: descrever os antecedentes históricos da criação dos cursos de enfermagem do CCS da UESPI, compreender as estratégias de luta para a transferência dos alunos dos municípios-polos para Teresina e seu processo de formação e analisar as lutas simbólicas dos discentes e docentes para a inserção do curso de Enfermagem no CCS da UESPI. Método: Trata-se de uma pesquisa sócio-histórico, com base nos conceitos de poder simbólico, violência simbólica, campo, habitus e capital do sociólogo Pierre Bourdieu. A produção dos dados foi embasada na história oral temática segundo Meihy e tiveram duração média de 45 minutos. Foram realizadas dezessete entrevistas com: cinco coordenadores do curso de enfermagem, seis egressos, dois diretores do Centro de Ciências da Saúde e quatro docentes. Os documentos utilizados foram atas de reunião de Conselho de Centro, memorandos, ofícios, leis e decretos que tratavam sobre o curso de enfermagem e fontes iconográficas. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal do Piauí com o número de parecer 2.139.940. Resultados: Os resultados foram agrupados em três capítulos: Antecedentes históricos para criação do curso de Enfermagem no Centro de Ciências da Saúde; Estratégias e mobilizações dos docentes para conclusão do curso em Teresina e Lutas simbólicas para inserção da primeira turma de Enfermagem no campus de Teresina da Universidade Estadual do Piauí – 2008 a 2012. Os achados apontam que a Universidade Estadual passou por um processo desordenado de expansão com oferta de Cursos de Bacharelado em Enfermagem em vários municípios de forma desordenada. Desse modo, os discentes e docentes elaboraram estratégias de lutas com intuito da transferência dos alunos para campi estruturados. No entanto as condições precárias do curso de enfermagem causaram descontentamento e os agentes sociais empreenderam novas lutas. Como resultado foi possível o reconhecimento do Curso de Bacharelado em Enfermagem e a oferta de vagas no ano de 2008 para a cidade de Teresina. A partir do ingresso da primeira turma outras estratégias foram elaboradas para a efetiva inserção do curso. Conclusão: O Curso de Bacharelado em Enfermagem na cidade de Teresina foi criado em 2008 e lutas simbólicas foram travadas por seus agentes sociais para seu reconhecimento no ambiente acadêmico e na sociedade piauiense, que resultou em ganho de capital pelos integrantes do curso de enfermagem.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6422772 - BENEVINA MARIA VILAR TEIXEIRA NUNES
Interno - 2334938 - ANA MARIA RIBEIRO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 6422726 - MARIA DO AMPARO BORGES FERRO
Externo à Instituição - GIRLENE ALVES DA SILVA - UFJF
Notícia cadastrada em: 06/12/2018 12:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 07:28