Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA BEATRIZ MENDES RODRIGUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA BEATRIZ MENDES RODRIGUES
DATA: 28/10/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE INFECÇÕES COMUNITÁRIAS EM CRIANÇAS NO BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: Controle de Infecções. Criança. Comunidade.
PÁGINAS: 71
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: No Brasil, estatisticamente as crianças correspondem a 17,1% da população de 207 milhões de pessoas. Nesse sentido, a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC) foi instituída para orientar e qualificar as ações e serviços de saúde no território nacional visando a efetivação de medidas que garantam o pleno desenvolvimento na infância considerando as vulnerabilidades e riscos para o adoecimento. Assim, ressalta-se que as infecções comunitárias são agravos clínicos que acometem à saúde das crianças e estão associadas à altas taxas de morbimortalidade despertando o interesse de pesquisadores no desenvolvimento de investigações científicas que possibilitem a identificação de microorganismos, fatores associados e estratégias de controle. Objetivo: analisar a literatura científica sobre as infecções comunitárias em crianças no contexto brasileiro. Método: Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, que utilizou as estratégias propostas por Whittemore e Knafl para aprimorar o rigor do estudo. A questão norteadora do estudo foi elaborada a partir da estratégia PICo que resultou em: “Qual a produção científica sobre infecções comunitárias em crianças no contexto brasileiro?”. A busca de dados ocorreu de janeiro a março de 2020, nas bases de dados Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Medical Literature Analysis and Retrieval System Online, Web of Science, Scopus, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature e Base de Dados de Enfermagem. Para busca nas bases de dados, utilizou-se descritores controlados e não controlados cruzados entre si pelos operadores OR e/ou AND. A avaliação de dados dos estudos foi realizada por meio da extração de dados a partir de um instrumento com informações-chaves e por meio da utilização da estratégia proposta por Beyea. Para a análise dos dados utilizou-se as fases de redução de dados, exibição de dados, comparação de dados, desenho e verificação da conclusão propostas por Whittemore e Knafl. A apresentação dos dados foi a partir de tabelas, gráficos e categorias considerando o objeto e objetivos do estudo. Resultados: Do universo de 372 pesquisados encontradas, 62 fizeram parte da amostra que compôs a revisão. A maioria dos estudos estavam em inglês e o ano com maior publicação foi 2016. A maioria (90,32%) dos estudos estavam indexados em revistas da área de saúde. Ganharam destaque os periódicos: PloS neglected tropical diseases, Journal of medical virology e Ciência e Saúde Coletiva. Quanto ao nível de evidência, predominou os estudo de nível IV (87,1%). As evidências científicas apontaram que o controle das infecções comunitárias em crianças no contexto brasileiro perpassam por ações de saúde individuais, familiares e coletivas que envolvem principalmente as medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento. Assim, os estudos foram agrupados e, posteriormente, discutidos a partir das seguintes categorias: 1. A prevenção no contexto das infecções comunitárias em crianças; 2 O diagnóstico e as infecções comunitárias em crianças; 3. O tratamento no contexto das infecções comunitárias em crianças. Conclusão: As evidências científicas sobre as infecções comunitárias em crianças no contexto brasileiro envolvem principalmente as medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento dos agravos. Além disso, destaca-se que a produção científica sobre a problemática tem sido heterogênea considerando a regionalidade do país.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2792239 - ANDREIA RODRIGUES MOURA DA COSTA VALLE
Externo à Instituição - LUANA KELLE BATISTA MOURA - UNINOVAFAPI
Interno - 1167658 - MARIA ELIETE BATISTA MOURA
Interno - 2364966 - ROSILANE DE LIMA BRITO MAGALHAES
Notícia cadastrada em: 09/10/2020 08:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 03:42