Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: VANESSA MOURA CARVALHO DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VANESSA MOURA CARVALHO DE OLIVEIRA
DATA: 27/10/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: EFICÁCIA DE UMA INTERVENÇÃO EDUCATIVA SOBRE HEPATITE B PARA ENFERMEIROS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA: ensaio clínico randomizado controlado
PALAVRAS-CHAVES: Conhecimento; Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde; Enfermeiras e Enfermeiros; Atenção Primária à Saúde.
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

A infecção pelo Vírus da Hepatite B é um grave problema de saúde pública no mundo. Apesar de ser uma infecção que tem uma maneira de prevenção segura, de baixo custo e eficaz por meio de vacinação ainda são altas as prevalências dessa infecção em pessoas da população geral. As equipes de saúde da atenção primária têm papel relevante na prevenção, diagnóstico e no acompanhamento das pessoas portadoras de hepatites virais. Reforça-se a escassez de instrumentos na língua portuguesa que avaliem o conhecimento sobre essa infecção em enfermeiros da atenção básica. Diante disso, este estudo tem como objetivo testar a eficácia de uma intervenção educativa relacionada ao conhecimento e atitudes de enfermeiros da atenção primária frente a hepatite B. Trata-se de um estudo multimétodos que será desenvolvido nas Unidades Básicas de Saúde de Teresina, Piauí. No primeiro momento será validado um instrumento para medir o conhecimento sobre hepatite B de enfermeiros da atenção primária a saúde. O instrumento será construído a partir da realização de uma revisão integrativa da literatura e da leitura do manual do Ministério da Saúde mais recente acerca da temática. No segundo momento será realizado um Ensaio Clínico Randomizado Controlado. Os enfermeiros serão randomizados em dois grupos, a saber: Grupo Controle e Grupo experimental. Incialmente, será aplicado o instrumento de pré teste com todos os participantes. Para os participantes alocados no Grupo experimental será realizada, no mesmo dia, a intervenção educativa e, sem seguida, os participantes receberão o pós-teste imediato. Este ocorrerá de forma semelhante ao pré-teste. O Grupo Controle não terá acesso a intervenção educativa, mas participará de todas as análises do pós teste instituídos nessa pesquisa. Essa intervenção educativa consistirá de uma aula previamente avaliada por especialistas na temática. Após a intervenção educativa, os dois grupos preencherão novamente o instrumento validado sobre o conhecimento da hepatite B (pós-teste). Serão realizadas análise descritiva e inferencial dos dados. Essa pesquisa apresenta risco mínimo, como o risco emocional de o participante se sentir constrangido em algum momento ao responder os questionários. Traz como principais benefícios para os profissionais, a possibilidade de melhoria do conhecimento e atitude sobre hepatite B após o acesso à intervenção educativa e para a comunidade assistida pelas Estratégias Saúde da Família a melhoria do atendimento especializado à essa infecção e a ampliação da cobertura vacinal contra hepatite B.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2792239 - ANDREIA RODRIGUES MOURA DA COSTA VALLE
Externo à Instituição - ELUCIR GIR - USP
Interno - 1655148 - GRAZIELLE ROBERTA FREITAS DA SILVA
Interno - 3017215 - HERLA MARIA FURTADO JORGE
Externo à Instituição - MARLI TERESINHA GIMENIZ GALVÃO - UFC
Presidente - 2364966 - ROSILANE DE LIMA BRITO MAGALHAES
Interno - 1167764 - TELMA MARIA EVANGELISTA DE ARAUJO
Notícia cadastrada em: 09/10/2020 09:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 30/09/2022 09:24