Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: KEROLAYNE LAIZ BARBOSA DE MORAIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KEROLAYNE LAIZ BARBOSA DE MORAIS
DATA: 26/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE UM PROTOCOLO DE BOAS PRÁTICAS DE ENFERMAGEM NO CUIDADO DE FERIDAS ONCOLÓGICAS
PALAVRAS-CHAVES: Feridas oncológicas; Cuidado de Enfermagem; Boas práticas
PÁGINAS: 191
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: As lesões oncológicas se formam devido a infiltração de células malignas nos componentes da pele. Os cuidados direcionados às lesões produzidas são específicos e diferentes daqueles recomendados para feridas de outras etiologias. Desta forma, se faz a relação das boas práticas e o uso de guias de prática clínica por possibilitarem melhores impactos na qualidade de vida dos pacientes. Este estudo teve como objetivo construir e validar um protocolo de boas práticas para o cuidado de pacientes com feridas oncológicas. Método: Trata-se de um estudo metodológico, desenvolvido em seis etapas distintas. Na primeira etapa referente a fase preparatória ocorreu a priorização e seleção do foco do protocolo com formação do grupo elaborador e identificação de conflito de interesse. Na etapa dois ocorreu a formulação do guia de prática clínica, no qual ocorreu a definição de alcances e objetivos do protocolo, formulação de perguntas, identificação e graduação dos resultados do protocolo, socialização dos alcances e objetivos com listas de perguntas e resultados do protocolo. Com relação a etapa três realizou-se o desenvolvimento do GPC na qual houve a busca de guias de prática clínica baseado em evidências e a avaliação da qualidade destes guias com consequente construção do conjunto de evidências. Para o mapeamento do conjunto de evidências cientificas o método Scoping review baseados no método de JBI foi o realizado e após isso a formulação das recomendações. Quanto a etapa quatro, os indicadores do protocolo foram definidos, implementação dos elementos, barreiras e facilitadores do protocolo além da redação do protocolo. A etapa cinco se compõe da socialização e avaliação externa do protocolo. A sexta etapa consiste na atualização do guia. O presente estudo obteve a aprovação do comitê de ética (847.126). Resultados: Os resultados apontam que os estudos elegíveis para a elaboração do estudo em sua maioria foram publicados no Brasil, com prevalência no ano de 2014, da área da multidisciplinar do tipo exploratório e com abordagem qualitativa. Os cuidados de enfermagem foram divididos em categorias de acordo com os sintomas encontrados, sendo estas categorias as seguintes: cuidados básicos, cuidados para controle do exsudato, hemorragia, odor, dor, prurido, necrose infecção e aspectos biopsicossociais. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA FATIMA CARVALHO FERNANDES - UFC
Interno - 1552848 - ANA ROBERTA VILAROUCA DA SILVA
Presidente - 1655148 - GRAZIELLE ROBERTA FREITAS DA SILVA
Interno - 2364966 - ROSILANE DE LIMA BRITO MAGALHAES
Notícia cadastrada em: 23/11/2020 15:14
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 02/10/2022 22:10