Notícias

Banca de DEFESA: KEROLAYNE LAIZ BARBOSA DE MORAIS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KEROLAYNE LAIZ BARBOSA DE MORAIS
DATA: 13/08/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: CONSTRUÇÃO DE UM PROTOCOLO DE BOAS PRÁTICAS DE ENFERMAGEM NO CUIDADO DE FERIDAS ONCOLÓGICAS
PALAVRAS-CHAVES: Feridas Oncológicas; Cuidados de Enfermagem; Boas Práticas; Estomaterapia.
PÁGINAS: 165
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: Os cuidados direcionados às lesões oncológicas são específicos e diferentes daqueles recomendados para feridas de outras etiologias. Frente a isto, a relação das boas práticas de enfermagem e o uso de guias de prática clínica se fazem necessários por possibilitarem melhores impactos na qualidade de vida dos pacientes. Método: Trata-se de um estudo metodológico, desenvolvido em quatro etapas. Na primeira, referente a fase preparatória, ocorreu a priorização e seleção do foco do protocolo com formação do grupo elaborador e identificação de conflito de interesse. Na segunda ocorreu a formulação do guia de prática clínica, com a definição de alcances e objetivos, formulação de perguntas, identificação e graduação dos resultados, socialização dos alcances e objetivos com listas de perguntas e resultados do protocolo. Na terceira, realizou-se o desenvolvimento do protocolo, na qual houve a busca de guias e materiais sobre a temática na literatura cinzenta baseados em evidências e a avaliação da qualidade destes materiais com consequente construção do conjunto de evidências. Para o mapeamento do conjunto de evidências cientificas foi realizado uma Scoping review baseados no método de Joana Briggs Institute . Na quarta etapa os indicadoresdo protocolo foram definidos e houve a redação do protocoloO presente estudo obteve a aprovação do comitê de ética (847.126). Resultados: O protocolo intitulou-se “Protocolo de Boas Praticas de Enfermagem no cuidado de pacientes com Feridas Oncológicas”, composto por 62 paginas, palhetas de cores nos tons de azul, preto, branco, amarelo e laranja. A totalidade de ilustrações foi de 10 figuras e 12 quadros e o seu conteúdo se dividiu em seis capitulos seguindo uma ordem cronológica. O protocolo apresenta de inicio uma breve apresentação, seguida da explicitação da finalidade, justificativa, abrangência, importância dos conteudos discutidos, suasconsequências, objetivos e as vantagens de sua aplicabilidade. O primeiro capitulo retrata as feridas oncológicas , na tentativa de aproximar ainda mais o leitor sobre o tema, bem como dar bases solidas para o entendimento e construção do seu conhecimento. O segundo capitulo que aborda a SAE para pacientes oncológicos, visando colaborar no oferecimentos de cuidados integrais e de qualidade a estes pacientes , já que engloba todas as fases do atendimento. O capitulo três referente a avalição do paciente com ferida oncológicas de forma suscinta e objetiva identificas as recomendações e intervenções a serem realizadas nesta etapa, a fim de que a assistência seja eficiente e ágil. O capitulo seguinte que aborda a avaliação da ferida, retrata de forma especifica as informações essenciais para uma correta avaliação bem como os critérios de curativos para estas lesões. O capitulo cinco faz referências aos cuidados básicos que devem ser efetuados com feridas tumorais, dispostos em um quadro no qual a sua justificativa de uso e recomendações a serem aplicadas são abordados. O ultimo capitulo faz menção aos cuidados especificos para feridas oncológica, os quais estão correlacionados com os principais sinais e sintomas, sejam eles fisicos ou psicossociais, dispostos em quadros contendo seu manejo clinico com recomendações e intervenções. Este protocolo foi criado tendo como base o mais elevado nivel de evidência e recomendação segundo a classificação de OXFORD. Conclui-se que este protocolo é um instrumento necessário a prática clinica tendo em vista a severidade da estatistica negativa sobre a qualidade de vida dos paciente com feridas tumorais e os desafios encontrados pelos proprofissionais durante o cuidado prestado, o qual encontra-se permedado por dúvidas e passivel de erros.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA FATIMA CARVALHO FERNANDES - UFC
Interno - 1350197 - FERNANDA VALERIA SILVA DANTAS AVELINO
Presidente - 1655148 - GRAZIELLE ROBERTA FREITAS DA SILVA
Interno - 2364966 - ROSILANE DE LIMA BRITO MAGALHAES
Notícia cadastrada em: 13/08/2021 07:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 20:59