Notícias

Banca de DEFESA: ANDRESSA GISLANNY NUNES SILVA MOTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRESSA GISLANNY NUNES SILVA MOTA
DATA: 11/05/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: UTILIZAÇÃO DO PROTOCOLO DE ALERTA DE DETERIORAÇÃO PRECOCE
PALAVRAS-CHAVES: Escore de Alerta Precoce, Equipe de Respostas Rápidas de Hospitais, Deterioração Clínica, Enfermagem
PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Este estudo irá contribuir não só com a prática do cuidar ao paciente pelo Enfermeiro, mas também para servir de estímulo para alavancar mais pesquisas a respeito do escore de NEWS e ampliar o acervo teórico sobre o assunto. Objetivo: Adaptar o protocolo da NEWS para a segurança do paciente em estado crítico. Metodologia: Trata-se de um estudo metodológico, que se refere às investigações e desenvolvimento dos métodos de obtenção, organização e análise dos dados, foi realizada uma Revisão Integrativa da Literatura (Fase I). Posteriormente, foi adaptado o protocolo (Fase II) e por último elucidação das possíveis consequências dessa adaptação (Fase III). Fase I: A Revisão Integrativa da Literatura respondeu a questão de pesquisa “Quais são as evidências científicas disponíveis na literatura relacionadas a utilização de um escore de alerta precoce padronizado em pacientes admitidos em unidades hospitalares num estado avançado de deterioração clínica?”, e foi elaborada por meio da estratégia Pico: População/Problema, Interesse e Contexto (PICo), em três bases de dados, com descritores controlados e não controlados que foram cruzados com marcador booleano “AND” e “OR”, após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, leitura de títulos e resumos e leitura de texto completo, a amostra ficou composta por 22 artigos, que foram analisados de forma descritiva e sintetizados em quadros na área de Enfermagem. Fase II: O Protocolo de NEWS foi totalmente adaptado a segurança do paciente onde incluiu-se objetivos, atribuições da equipe multidisciplinar, organização do sistema de códigos e recurso disponíveis para a implantação do protocolo. Fase III: Diversos são os benefícios e consequências da implantação do protocolo sendo eles a nível de alteração nos índices de mortalidade e transferências para UTI, melhoria na relação e comunicação da equipe multidisciplinar, atendimento mais rápido e organizado, falhas na ativação dos TRRs, implicações econômicas e pessoais. Conclusão: O protocolo de NEWS adaptado a segurança do paciente é uma excelente ferramenta para avaliar e prevenir deterioração complicações clínicas clínica hospitalar, analisar a qualidade da assistência e contribui para a tomada de decisão para prevenção de deterioração clínica do paciente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1350197 - FERNANDA VALERIA SILVA DANTAS AVELINO
Interno - 2221112 - MARCIA ASTRES FERNANDES
Interno - 2364966 - ROSILANE DE LIMA BRITO MAGALHAES
Externo à Instituição - SANDRA MARINA GONÇALVES BEZERRA - UESPI
Notícia cadastrada em: 06/05/2022 11:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 08:10