Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LEYLA GERLANE DE OLIVEIRA ADRIANO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEYLA GERLANE DE OLIVEIRA ADRIANO
DATA: 16/09/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: PROTOCOLO DE CUIDADO INTERPROFISSIONAL ÀS GESTANTES DE UM CENTRO DE ATENÇÃO MATERNO INFANTIL
PALAVRAS-CHAVES: Gravidez de alto risco; Cuidado pré-natal; Relações interprofissionais
PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: O cuidado pré-natal contribui para a prevenção de doenças, redução de riscos, promoção da saúde, e diminuição de mortes materna e infantil. Além disso, consiste em um cuidado singularizado por meio do manejo adequado de fatores de riscos e monitoramento clínico até o final da gestação. Entende-se que a equipe de saúde precisa estar articulada e preparada para identificar os possíveis fatores de riscos, sejam eles, clínico, socioeconômico ou emocional, ou seja, na sua total integralidade. Objetivos: Construir um protocolo para sistematizar o cuidado interprofissional das gestantes atendidas em um Centro de Atenção Especializado Materno Infantil. Método: Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa pautada no referencial metodológico da Pesquisa Convergente Assistencial (PCA), realizada em um Centro de Atenção Especializado Materno Infantil- CAEMI no período de março a abril de 2022. Constitui-se população da pesquisa os profissionais que fazem parte da equipe multiprofissional que prestam assistência às gestantes. O estudo foi aprovado pelo Comitê de ética e Pesquisa sob parecer n° 5.303.026, CAAE:54377221.0.0000.5214. A coleta de dados se deu por meio de Observação Participante, com apoio de um check-list; e oficinas temáticas utilizando o processo denominado Quatro Erres, norteadas com o uso de um roteiro. Para análise dos dados, será adotado a técnica de análise de conteúdo de Bardin, e uso do Software Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires (Iramuteq), para auxiliar na codificação e análise dos dados. Para a revisão Integrativa de literatura a busca dos artigos ocorreu nos meses de janeiro a fevereiro de 2022 mediante o cruzamento dos descritores controlados e não controlados nas bases de dados LILACS, BDENF, SCOPUS, CINAHL, WEB OF SCIENCE e MEDLINE, o que totalizou em 19 artigos. Resultados: evidenciou-se uma assistência fragmentada, sem a participação de forma compartilhada da equipe multiprofissional; com maior assistência a nível intermediário realizado apenas pelo profissional médico em alguns serviços. A segunda oficina permitiu identificar a fragilidade da assistência com a ausência do protocolo, o que torna as práticas independentes. Outra fragilidade mencionada foi a indisponibilidade de algumas especialidades que se fazem necessárias para o acompanhamento das gestantes de alto risco, e a realização de exames. Um aspecto referido na oficina foi a falta da articulação entre a Atenção Terciária com a Especializada, o que acaba interferindo no tratamento e feedback das gestantes ao procurarem esse serviço na urgência. Para essa fragilidade foi levantado durante a oficina a necessidade de incluir no protocolo um fluxo de urgência de emergência, o que ajudaria para firmar parcerias entre os serviços disponíveis da rede de Atenção em Saúde Materno-Infantil. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1552848 - ANA ROBERTA VILAROUCA DA SILVA
Presidente - 3017215 - HERLA MARIA FURTADO JORGE
Interno - 2364966 - ROSILANE DE LIMA BRITO MAGALHAES
Externo à Instituição - TATIANE HERREIRA TIGUEIRO - UFPR
Notícia cadastrada em: 26/08/2022 14:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 22/05/2024 05:14