Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO JOÃO DE CARVALHO NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO JOÃO DE CARVALHO NETO
DATA: 08/12/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Remotamente
TÍTULO: SITUAÇÃO VACINAL ENTRE PESSOAS COM DIABETES MELLITUS ATENDIDAS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
PALAVRAS-CHAVES: cobertura vacinal; diabetes mellitus tipo 2; diabetes mellitus tipo 1; atenção primária à saúde; enfermagem
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
RESUMO:

Introdução: O Diabetes Mellitus (DM) interfere significativamente na efetividade do sistema imune inato e adaptativo das pessoas que vivem com essa morbidade, principalmente quando descompensado, tornando-as mais suscetíveis a determinadas doenças infecciosas, ou potencializando a gravidade de suas manifestações clínicas. É importante a atualização do cartão vacinal para infecções imunopreveníveis como uma estratégia fundamental de proteção da saúde e de promoção da qualidade de vida. Objetivo: Analisar a situação vacinal entre pessoas com DM na Atenção Primária à Saúde. Método: Estudo transversal analítico que foi realizado em 25 Estratégias de Saúde da Família da cidade de Picos, PI. A população foi composta por 2564 pessoas com (DM) e a amostra de 274 pessoas. Utilizou-se o cálculo de amostra para população finita, estratificado por proporção para definição do número de participantes. A variável dependente foi a situação vacinal e as independentes foram as sociodemográficas e clínicas. A coleta de dados aconteceu aplicando o formulário de coleta durante as Consultas do Enfermagem à pessoa com (DM), para os participante elegíveis e também por visitas domiciliares, fazendo-se a análise do cartão vacinal. Obteve-se autorização da Secretaria Municipal de Saúde de Picos-PI e aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Piauí, sob número de parecer: 5.036.594. Considerando o contexto pandêmico, foram adotadas medidas de prevenção padrão em saúde durante todas as atividades da pesquisa. Resultados: a maioria não possuía nenhuma dose de hepatite B (69,1%); para a vacina contra a influenza, 75%, tinha a DU; a maioria não tinha esquema vacinal contra: difteria e tétano (64,6%); febre amarela (74,3%); tríplice viral (82,3%), pneumocócica (87,9%) e varicela (87,9%). A maior parte apresentou esquema completo para a COVID-19 (68,5%). Quanto ao local de recebimento da vacina, as UBS foram os mais citados (62%). Acerca da
análise da associação entre o perfil sociodemográfico e clínico em relação ao esquema vacinal completo dos usuários com DM atendidos nas ESF, notou-se que houve associação estatística significativa entre a vacina da influenza e a idade (p<0,001; OR=0,395), religião católica (p=0,010; OR=6,275), renda (p=0,00; OR=0,321) e etilismo (p=0,003; OR=0,394); dT e o tempo convivendo com o DM (p=0,028); tríplice viral (p=0,002), tipo de DM (p<0,001), tipo de tratamento medicamentoso (p=0,005) e exercício físico (p=0,039); febre amarela e tipo de DM (p=0,010), COVID-19 e idade (p=0,007), tipo de DM (p=0,043) e o tempo convivendo com o DM (p=003). No que diz respeito à adesão vacinal das pessoas com DM para as vacinas hepatite b, dT e COVID-19 (esquema vacinal completo), observou-se uma baixa completude vacinal para as vacinas hepatite B e dT. A vacina contra a COVID-19 foi a que apresentou melhor adesão, pois 86,6% concluíram o esquema vacinal. Conclusão: Constatou-se baixas taxas de cobertura e adesão vacinais para as vacinas recomendadas pelo PNI para as pessoas com DM, deixando-as vulneráveis a vários processos infecciosos imunopreveníveis, morbimortalidade, com agravamento da qualidade de vida. Necessita-se que o aconselhamento seja reforçado entre pos profissionais de saúde e que esses passem a recomendar as vacinas que esse público tem direito.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1552848 - ANA ROBERTA VILAROUCA DA SILVA
Externo ao Programa - 2730060 - LUISA HELENA DE OLIVEIRA LIMA
Externo à Instituição - MÔNICA ANTAR GAMBA - UNIFESP
Interno - 2364966 - ROSILANE DE LIMA BRITO MAGALHAES
Notícia cadastrada em: 16/11/2022 08:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 22/05/2024 05:27